Produto Relacionado:

Conforme o passar dos anos é natural que os dentes tenham seu suporte enfraquecido e, se não houver cuidados, existe a chance até de perdê-los. Contudo, o envelhecimento não é o único fator de risco para esse quadro, pois uma perda dentária pode acontecer por diferentes motivos. E a prótese vem como uma solução para devolver o sorriso ideal de cada paciente. Para entender mais sobre estes dispositivos, veja as classificações do dentista Murilo Perrella e em quais casos são indicadas.

Próteses dentárias são soluções para dentes perdidos

Em decorrência de algum acidente, queda ou doença bucal, como a periodontite, o paciente pode acabar perdendo um ou mais dentes. Primeiramente, vem a preocupação com a estética, ninguém quer ter vergonha de abrir um sorriso. E também, a falta do elemento dentário traz problemas na mastigação. Para restabelecer a saúde bucal, as próteses dentárias podem ser uma possível solução. “São indicadas para indivíduos que perderam um dente, alguns ou todos os dentes”, explica o profissional.

Você conhece os tipos de próteses dentárias?

Para cada caso é preciso haver a avaliação individualizada e, assim, o dentista pode encaminhar a melhor opção de tratamento. Cada tipo de prótese dentária é desenvolvida para solucionar determinados problemas. O odontologista destacou quais são e suas características:

- Próteses totais: “indicadas para indivíduos edentados totais”, comenta ele. Podem ser de três classificações: 1. convencional: para quem não possui nenhum dente, sendo a prótese confeccionada com retenção apenas no rebordo alveolar; 2. overdenture: é preciso, no mínimo, dois implantes para reter melhor a prótese; e 3. protocolo: para essa são, no mínimo, quatro implantes e a prótese é parafusada nos implantes;

- Prótese Parcial Removível: “é utilizada quando o indivíduo possui alguns dentes”, define Murilo. Pode ser convencional, quando é confeccionado com grampos para reter “abraçando o dente”, ou com attachments, ou seja, feitas com encaixes que são “escondidos” dentro da prótese;

- Prótese fixa: essa pode ser de dois tipos. A unitária, “chamada de coroa, ela é confeccionada sobre uma raiz natural, um dente preparado ou um implante”, comenta o dentista. Ou com mais de um elemento, que é feita para agarrar nos dentes adjacentes ou no implante.

Como saber que o paciente precisará de prótese dentária?

Assim como orienta o profissional, a indicação de cada tipo de prótese dentária vai depender de alguns fatores. Estes são avaliados no exame clínico feito pelo dentista. Para auxiliar no diagnóstico, radiografias periapicais, panorâmicas ou tomografias podem ser solicitadas para um planejamento adequado para cada caso, bem com as contraindicações da mesma forma.