Profilaxia: a palavra pode parecer estranha para alguns, mas, de certa forma, você realiza essa ação todos os dias. O termo indica uma limpeza da cavidade oral que mantém sua higiene em dia. O procedimento é realizado no consultório do dentista, contando com a assistência das ferramentas do profissional. Entretanto, e os pacientes com aparelho ortodôntico? Nesses casos, sabemos que a higiene pode ser dificultada, porém, nunca abandonada. Para entender melhor como funciona a profilaxia nestes casos, conversamos com o profissional Igor Bittencourt. Confira!

Como é feita a profilaxia dentária?

Na odontologia, a profilaxia consiste na limpeza e conservação dos dentes. “A profilaxia é feita com pasta profilática, uma escova profissional específica para essa limpeza, fio dental e flúor”, explica o profissional. Dessa maneira, o processo acaba sendo considerado como uma escovação supervisionada. Vale ressaltar que ela deve ser realizada pelo dentista com o motor de baixa rotação.
Assim, após essa escovação, o odontologista faz a aplicação do flúor nos dentes do paciente. O grande benefício dessa limpeza é a remoção do biofilme dentário. Enquanto isso, o mais importante é o ensinamento de higiene, para que torne-se como um hábito.

E para quem usa aparelho ortodôntico, pode ser feita a profilaxia?

O aparelho ortodôntico traz algumas modificações nos hábitos e cuidados do pacientes. No entanto, a higiene bucal continua demandando, ainda mais, uma grande atenção. Por isso, o dentista afirma que a profilaxia é possível e extremamente importante nesses casos. “O aparelho dificulta a higiene do paciente, o que faz a retenção de placa aumentar”, ressalta o odontologista. Por isso, em pacientes ortodônticos a realização desse procedimento é ainda mais indicado. Ela é realizada da mesma maneira que alguém sem aparelho ortodôntico. Além das etapas comuns, é usado também o passa fio para corrigir e acertar a utilização do fio dental. Assim sendo, não deixe de controlar suas idas ao consultório, para que sua saúde bucal continue em dia.

Algum prejuízo pode ocorrer caso ela não seja feita?

Para os pacientes que seguem e possuem em sua rotina uma higiene bucal correta, o dentista esclarece que não há nenhum prejuízo para a saúde bucal se a profilaxia no consultório não for feita. “A profilaxia pode ser realizada pelo paciente, apenas com o hábito e o correto uso da escova e fio dental”, destaca ele. No entanto, vale ressaltar que a raspagem do tártaro deve ser realizada exclusivamente pelo dentista para que nenhum prejuízo com a saúde da boca aconteça.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Igor Bittencourt - Especialista em Periodontia
Rio de Janeiro - RJ
CRO-RJ: 43319