Para muitas pessoas, os problemas bucais ficam restritos apenas aos dentes e à gengiva, porém, essa realidade é muito diferente. Existem doenças que se originam na boca e podem desencadear patologias em diversas outras áreas do nosso corpo, afetando muito mais do que o sorriso. Conversamos com a dentista Francine Figueiredo que falou um pouco mais sobre isso e deu dicas de como se prevenir delas.

Problemas bucais além do sorriso

Talvez você nunca tenha parado para pensar nisso, mas algumas infecções bucais podem influenciar diretamente no quadro de outras doenças. E não são poucos os problemas que podem surgir, como doenças cardiovasculares, doenças autoimunes, quando o sistema imunológico ataca suas células saudáveis, obesidade, diabetes, parto prematuro e até mesmo no nascimento de bebês com baixo peso. É importante ressaltar que as consultas ao dentista devem ser feitas de forma regular para que exista um maior controle da saúde bucal do paciente.

Endocardite bacteriana pode causar doenças no coração

Se as patologias bucais não forem tratadas de forma correta, elas podem interferir de diversas maneiras na saúde do paciente. Francine comenta sobre um exemplo bastante comum que interliga doenças cardiovasculares com problemas bucais. “A endocardite bacteriana é um exemplo de doença em que bactérias presentes na cavidade bucal entram na corrente sanguínea, e alojam-se no coração”.

Por ter um alto risco de mortalidade, quando diagnosticada, a doença deve ser acompanhada de perto. A maneira mais eficiente de prevenção dessa patologia é cuidando de forma correta da higienização bucal. Entretanto, para os pacientes que possuem alguma doença cardiovascular, recomenda-se além do acompanhamento dentário, um cardiológico para evitar qualquer risco de se contrair problemas.

Previna-se

A melhor forma de prevenção ainda é uma higiene bucal correta, usando todas as ferramentas à sua disposição, incluindo o fio dental. Se você não costuma ir ao dentista, essa é mais uma medida a ser tomada para se prevenir não só das doenças bucais, como de qualquer outra patologia que pode surgir decorrente dela. O recomendado é que se visite o profissional de saúde bucal, pelo menos, a cada 6 meses. Só assim é possível uma avaliação do estado de saúde do paciente, para que se estabeleça os cuidados necessários ou, se necessário, se planeje o melhor tratamento indicado para cada caso.