A duração de um tratamento ortodôntico varia de pessoa em pessoa, e depende de fatores como a sua complexidade. Em alguns casos, esse processo pode demorar um pouco mais para que sejam alcançados os melhores resultados possíveis. Vale a pena para deixar o seu sorriso perfeito, né? Abandonar o tratamento ortodôntico no meio não é uma boa opção, uma vez que os dentes podem até mesmo voltar para a posição original e você tem o risco de perder tudo o que conquistou. Mas e se no meio do tratamento você decide trocar o tipo de aparelho, será possível? Veja o que diz o ortodontista Marcos de Borba!

Fixo, móvel, convencional, estético… Existem diferentes tipos de aparelho ortodôntico

Atualmente, existem os mais diversos tipos de aparelhos, para todos os gostos. Você sabe quais são? “Existem os aparelhos móveis, que geralmente são utilizados na primeira fase da dentição, quando a criança começa a fazer a troca dos dentes e quando ainda está em crescimento ósseo”, explica. Além deles, existem também os fixos, que por sua vez podem ser metálicos ou estéticos, de cerâmica ou safira, e ainda convencionais, com borrachinha, ou autoligados, sem borrachinha. “Para quem quer total discrição, existem ainda os linguais, colados por trás dos dentes e os alinhadores, placas incolores que, gradualmente, vão levando os dentes para a posição desejada”, diz ele.

Como escolher o aparelho ortodôntico ideal?

Alguns motivos podem levar à necessidade de se iniciar um tratamento ortodôntico, podendo ser eles estéticos ou funcionais. Depois que o dentista determina que você precisa usar aparelho, é hora de decidir qual o melhor tipo para o seu caso. Nesse momento, certos fatores são levados em consideração, e a escolha deverá ser feita em conjunto com o profissional. Primeiramente, é avaliado o tipo de má-oclusão que a pessoa possui. “Diante das possibilidades, o paciente decidirá de acordo com sua necessidade, se irá optar pelo estético ou metálico, ou aquele que caberá dentro do seu orçamento”, explica Marcos.

É possível mudar de aparelho no meio do tratamento?

O ortodontista afirma que sim, essa mudança é possível em alguns casos. Uma dessas ocasiões é quando se começa o tratamento com aparelho móvel na primeira fase da dentição e depois se passa para o fixo com o objetivo de finalizar o alinhamento e nivelamento dos dentes. “Outra ocasião em que se opta pela troca de aparelho é quando o paciente começa com o metálico e resolve trocar pelo estético por já estar cansado do sorriso metálico”, afirma ele. Desde que seja realizada por um profissional qualificado e se a técnica aplicada for a mesma utilizada pelo aparelho anterior, a troca pode ocorrer sem nenhum problema ou prejuízo para o tratamento!