Você já sabe que existem tipos diferentes de aparelho fixo e, ao receber a notícia de que começaria o tratamento, começou a pesquisar sobre as possibilidades. Agora, mesmo que seja interessante saber mais sobre cada opção que a ortodontia oferece, será mesmo que essa decisão é uma responsabilidade sua?

Deixe nas mãos de quem entende do assunto

Dar opiniões sobre o tipo de aparelho ortodôntico a ser usado pode até parecer justo já que o assunto é o seu sorriso, mas apesar disso, nem sempre serão as suas regras. O dentista Caio Botta explica que apenas o profissional capacitado pode avaliar o caso e estudar qual será a melhor forma de conduzi-lo. Ainda assim, em algumas situações, você pode ter voz ativa.

Quando você pode opinar

“Muitas vezes, após avaliação do especialista, surge a possibilidade de optar por alguns tipos de aparelhos para o tratamento. Aí sim, junto ao dentista, o paciente poderá escolher qual será o mais confortável para ele”, esclarece Caio. Assim, somente quando o planejamento realizado permitir mais de uma opção é que a escolha será feita em conjunto, analisando os pontos favoráveis e negativos de cada um.

O que interfere nessa decisão?

Segundo o profissional, a decisão do tratamento não é influenciada apenas pela estética. Na verdade, existem muitos aspectos mais técnicos que precisam ser avaliados pelo ortodontista. “Cientificamente, o simples fato da troca da estrutura do braquete gera alterações relevantes na mecânica ortodôntica. O paciente deve entender que mudar o tipo de aparelho é mudar a forma de se tratar”.

Seus hábitos também são relevantes

Caio ainda explica que, dentro dos critérios usados pelo profissional, os hábitos do paciente também contam. “Aqueles que são fumantes, apresentam mordidas profundas, problemas periodontais e alimentação com muito corante têm mais indicações ao uso de aparelho metálico do que ao aparelho estético, por exemplo”. Tudo é levado em consideração também para facilitar a manutenção do tratamento.

Confie no seu especialista

É importante lembrar que o desejo do seu dentista é cuidar da sua boca da melhor forma possível, por isso, não fique triste se a técnica ortodôntica escolhida para o seu caso não for a que você desejava. “Nunca deixe de confiar e deixar a responsabilidade do tratamento nas mãos de quem realmente está apto para realizá-lo. No final, o resultado será favorável e estará estampado em seu sorriso”, garante Caio.