Você sempre quis realizar um clareamento dentário - ainda mais se, enfim, acabou de sair de um tratamento ortodôntico e quer dar uma renovada na cor do sorriso. “São pequenas intervenções capazes de causarem grandes mudanças na vida psicológica e social do paciente, aumentando principalmente a autoestima”, diz a dentista Kalina Diniz sobre o procedimento. Para realizá-lo, você quer garantir o melhor dentista e também a melhor técnica. Quem acompanha o Sorrisologia sabe que já falamos dos procedimentos caseiro e em consultório dental. Além do local, existem outras diferenças entre eles. Mas será que a combinação de ambas as técnicas podem garantir resultados mais rápidos e também satisfatórios? A profissional respondeu essa questão!

Como funciona cada tipo de clareamento?

O clareamento caseiro consiste no uso de um dispositivo de silicone intrabucal, feito individualmente, que se encaixa perfeitamente nos arcos superior e inferior. Nesse dispositivo é aplicado uma pequena quantidade do gel clareador de concentração variável onde ele irá ficar por cerca de 30 minutos em contato com os dentes, proporcionando um clareamento gradual. “Geralmente seu uso é indicado por três semanas”, afirma Kalina.

Já no clareamento dental no consultório a laser, por sua vez, o paciente vai ao consultório e faz três sessões de clareamento com o gel, que é ativado por uma luz. “É preciso ter cuidado, neste caso, com o aumento da concentração do gel e o aumento do tempo, pois ambos poderão acarretar danos ao elemento dental, como por exemplo a sensibilidade dentária”, alerta ela.

O tratamento pode ser combinado com os dois tipos

As duas opções de clareamento são muito efetivas e podem ser usadas para deixar seu sorriso mais branco e brilhante. Em certos casos, uma pode ser mais indicada que a outra, é preciso conversar com seu dentista e decidir qual a melhor opção para você. Mas existem situações também em que as duas técnicas podem ser combinadas, para se alcançar um melhor resultado. Segundo a dentista, essa combinação pode ser indicada quando o paciente busca uma alternativa mais rápida e eficiente ou em casos que o clareamento não está respondendo da maneira desejada. “São técnicas que, de certa forma, têm resultados rápidos e satisfatórios”, diz.

Cuide bem do seu sorriso com a ajuda de um profissional!

Seja qual for a sua escolha, uma questão não pode ser esquecida: a importância do acompanhamento profissional. “É bom lembrar que em ambas as técnicas, seja na caseira ou na de consultório, o acompanhamento do cirurgião dentista é imprescindível para evitar eventuais problemas que possam surgir pelo uso dos géis sem o devido conhecimento profissional”, reforça ela. Na técnica caseira, apesar do contato com o dentista ser menos direto, ela precisa ser recomendada por ele e o paciente deve seguir a técnica orientada de maneira constante, para que se obtenha o resultado esperado.