Se algum dia você estiver escovando os dentes e perceber um pequeno sangramento nas suas gengivas, fique atento! Isso pode ser um aviso de que sua boca não está 100% saudável. Algumas pessoas pensam que o sangramento na hora da higiene bucal acontece pela força que colocamos na escovação, mas não é sempre assim. 

Se o sangramento tem sido frequente é melhor ficar atento, isso pode ser um sinal de gengivite que, se não for devidamente cuidada, pode virar uma periodontite. É aí que está o problema! "Essa doença é uma grave inflamação que compromete todos os tecidos ao redor do dente, chamados de periodontos, que promovem sua sustentação", explica o dentista Cláudio de Sá Rêgo Fortes. No seu estágio mais avançado a periodontite provoca a reabsorção óssea, retração da gengiva e, consequentemente, perda dos dentes. Melhor não passar por isso, né?

Conheça as causas

O profissional alerta que quem não realiza uma higiene bucal adequada possui grandes riscos de desenvolver uma gengivite e, consequentemente, uma periodontite. "O problema se dá pelo acúmulo da placa bacteriana nos dentes e na gengiva". Mas também existem outras causas:

- A má oclusão dos dentes, quando não há um encaixe perfeito entre as arcadas dentárias;

- O acúmulo de tártaro;

- Cáries,

- Baixa produção de saliva,

- Fumo

- Medicamentos fortes como antibióticos.

Alguns estudos também comprovam que a periodontite pode ser genética. "Quando esse quadro é diagnosticado pela história familiar, a atenção aos cuidados com a higiene bucal deve ser redobrada. Mais um motivo para uma visita ao dentista", alertou Cláudio.

Fique de olho nos sintomas

Os primeiros sintomas da periodontite são muito parecidos com os da gengivite. Então, fique atento :

- Mau hálito.

- Gengivas muito vermelhas ou roxas.

- Sangramento nas gengivas, principalmente durante a escovação.

- Sensibilidade nas gengivas ao tocar.

- Dentes soltos ou moles.

- Gengivas inchadas.

- Paladaralterado e seus dentes parecem mais longos.

Como prevenir?

Realizar uma escovação adequada com cremes para proteção de gengivas e, principalmente, o uso de fio dental depois das refeições é o jeito mais eficaz. Passar por uma avaliação odontológica duas vezes por ano também é essencial, assim como evitar o consumo de açúcar e não fumar são medidas importantes para prevenir a gengivite, a periodontite e todas as complicações dessas doenças.

Tratamento

Se o problema já se instalou nos dentes será preciso fazer um tratamento em consultório odontológico. Uma raspagem dos tártaros para eliminar os focos de infecção é o mais indicado. A última opção é a cirurgia para eliminar as bolsas periodontais, prevenindo o dano causado pela progressão da periodontite.

O profissional finaliza alertando sobre a importância dos cuidados por parte do paciente. "A dedicação do paciente na sua higiene e mudança de hábito é que garantem o sucesso no tratamento realizado pelo profissional".

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Cláudio de Sá Rêgo Fortes - Cirurgião-dentista
Rio de Janeiro-RJ
CRO-RJ 13115