O clareamento dental é um procedimento extremamente procurado por pacientes que buscam como resultado alterar a coloração dos dentes e deixar o sorriso mais atraente e harmonioso. É um procedimento indolor, com resultados excelentes e que ajudam na autoestima também. Entretanto, a técnica ainda gera muitas dúvidas entre os pacientes que estão considerando realizá-la. Para esclarecer todas elas e te deixar mais tranquilo, conversamos com especialista Djalma Faria que explica alguns mitos e verdades sobre o clareamento dental!

Principais tipos de clareamento

O clareamento dental é um procedimento que pode ser realizado tanto no consultório do dentista, através do laser, ou em casa, com o uso de moldeiras que o próprio profissional faz tirando o molde da arcada dentária do paciente. Entretanto, a diferença entre eles não está somente na forma como é realizado, mas também nos resultados.

Quando o clareamento é feito com o laser e gel clareador, os dentes ficam claros imediatamente. Já no clareamento caseiro, o paciente precisa aplicar o gel por vários dias, no mínimo duas horas, levando mais tempo para apresentar os resultados. “O clareamento feito com laser pode causar uma pequena sensibilidade nos dentes por conta do calor da luz, e menor penetração do gel, o que determina uma menor duração do resultado, já no tratamento caseiro, o gel se espalha mais pelo modelador, assim o procedimento dura mais”, comenta.

Clareamento dental danifica os dentes. Mito ou verdade?

Muitas pessoas acreditam que o clareamento dental pode deixar os dentes mais fracos e danificá-los, porém, isso não é verdade já que o tratamento apenas remove o pigmento corante que está no dente, dessa forma, não os danifica, não corrói os dentes e nem altera sua estrutura. Vale ressaltar que em qualquer um dos casos, os procedimentos devem ser orientados e supervisionados por um profissional da área.

Clareamento dental altera a cor de restaurações e próteses dentárias

A ação do clareador, presente no gel, não consegue penetrar nas restaurações e nas próteses dentárias. Djalma reforça essa informação. “Após o clareamento, muitas vezes é necessário trocar essas próteses, para se obter uma cor homogênea em todos os dentes”. É importante ressaltar que alguns alimentos devem ser evitados durante o processo de clareamento, como comidas e bebidas com corantes.

Os dentes podem escurecer de novo após certo tempo

Apesar de dificilmente voltarem para a cor original, sim, isso pode acontecer, porém nada tem a ver com a qualidade da técnica. O que acontece é que com o passar do tempo, a prática de alguns hábitos podem afetar os resultados, como uma alimentação baseada em alimentos com corantes ou falta de higiene bucal adequada. Para isso, o profissional dá a dica. “Se o paciente conseguir manter saudável sua alimentação e seguir as recomendações do profissional, o tratamento pode chegar a durar até 2 anos”, adverte o dentista.