Quando um amigo coloca aparelho ortodôntico, a primeira coisa que você nota são todas as estruturas e ferrinhos presos nos dentes dele. Mas bem diferente do que costumamos ver por aí com o modelo tradicional, existe um tipo de acessório com os mesmos bráquetes e fios. A única diferença é que ficam posicionados atrás do sorriso. Estamos falando do aparelho lingual. Existem muitos pontos positivos em usá-lo, entre eles está a questão estética. Quer conferir as outras vantagens? Convidamos a especialista Andréia Cotrim para explicar.

O que é a ortodontia lingual?

Essa modalidade da ortodontia não chega a ser uma novidade nos consultórios dentários, mas surge como uma ótima opção para aqueles pacientes que desejam alinhar o sorriso sem comprometer a sua aparência ao longo do tratamento. “Pode-se dizer que é o único aparelho invisível que não compromete a estética do sorriso”, afirma a profissional. Em muitos casos, esse tipo de acessório leva o mesmo tempo de tratamento do tradicional, chegando a ser mais rápido em alguns casos devido a sua biomecânica.

As vantagens de escolher esse tipo de aparelho

O principal motivo, sem dúvidas, é a questão estética. As peças do aparelho não ficam evidentes, mantendo seus dentes livres. Outro fator positivo do aparelho lingual é que ele não interfere na harmonia do rosto do paciente. Pacientes que escolhem esse modelo costumam se sentir bastante motivados durante todo o tratamento por terem uma visão completa da terapia. Isso porque a melhora no posicionamento dos dentes pode ser acompanhada sem qualquer obstáculo visual. “Além disso, não é necessária a remoção dos bráquetes durante o tratamento em situações sociais especiais, como, por exemplo, formaturas e casamentos”, ressalta.

O aparelho lingual pode ser indicado a qualquer paciente?

De acordo com a especialista, todos os casos que necessitam uma correção ortodôntica podem ser tratados pela técnica lingual, havendo apenas um exceção. “Apenas não aconselhamos para crianças por ser um aparelho um pouco mais delicado e com um custo mais alto que o fixo convencional”. Mesmo que as estruturas sejam instaladas na parte traseira dos dentes, o profissional possui o mesmo controle da movimentação dentária que o aparelho fixo comum. Portanto, fique tranquilo, pois o sucesso do tratamento será o mesmo!

A higiene bucal e outros cuidados com o acessório

O aparelho pode ser diferente, mas a higiene ortodôntica é a mesma. Andréia explica que o modelo lingual requer as mesmas medidas básicas de limpeza que o tipo fixo. Ou seja, o uso de uma escova de dentes bem macia e do fio dental além dos ferrinhos. A utilização de um enxaguante bucal também é indicada. Como o aparelho se encontra na face interna dos dentes, a própria saliva ajuda na autolimpeza das estruturas. Já os cuidados e precauções, a dentista garante que são idênticos aos pacientes que usam o aparelho convencional: não morder alimentos duros ou outros tipos de objetos que possam prejudicar a sua integridade.