Produto Relacionado:
Escova Dental Oral-B Pro-Saúde Ultrafino
Escova Dental Oral-B Pro-Saúde Ultrafino
Compre aqui

A hora de escovar os dentes é um dos pouco momentos que reservamos para cuidar da nossa saúde bucal. É neste instante que podemos reparar mais em nossa boca e descobrir se existe algum problema que possa prejudicar nosso sorriso como o tártaro, caracterizado pelo acúmulo da placa bacteriana que endureceu na superfície dentária.

"O tártaro nada mais é que o acúmulo de bactérias presas aos dentes, vivendo e se multiplicando. E isso causa uma série de problemas de saúde. Não só para os dentes, mas também para o corpo", explica o profissional Filipe Furquim. Venha descobrir os riscos e a importância de dar um fim neste problema. Confira, ainda, um antes e depois do tratamento.

O que o tártaro pode causar na minha boca?

Também conhecido como cálculo, o temível tártaro quando não é tratado pode provocar a formação de cáries. Situação que você, com certeza, deve evitar. "Se a cárie não for tratada pode se transformar em um problema ainda mais grave, a famosa dor de dente", alerta Furquim.

O problema afeta também a aparência do seu sorriso, já que ele deixa uma camada amarelada que pode ser vista nos dentes mesmo após escová-los. O tártato, então, só poderá ser removido por um profissional em consultório médico.

Outros prejuízos

O mau hálito é bem comum para pessoas com tártaro, além de deixar um gosto desagradável na boca. Você não quer passar por esse clima desagradável, né? E como se não bastasse, o inimigo amarelado ainda provoca problemas periodontais. "Os problemas periodontais são retração gengival e perda óssea. Essa perda pode ser paralisada com o tratamento correto, mas se não tratada pode ser tão grande que o dente é perdido. E isso pode acontecer com todos os dente da boca", alertou. Aí já viu, é um problema atrás do outro que você precisar dar conta. Melhor se prevenir!

E como vou me prevenir do tártaro?

A limpeza bucal diária e correta é o que vai te livrar do surgimento do problema de acordo com o dentista. "Escovação, uso do fio dental e enxaguante são seus aliados nessa tarefa. E, é claro, uma boa técnica de escovação são bem eficientes na prevenção", comentou. Para dar aquela forcinha, nada melhor do que usar um creme com ação de limpeza profunda. Ele ajuda a eliminar as bactérias dos dentes e gengivas alcançando, inclusive, as áreas mais difíceis de acesso para a escova.

Assim não há bactéria que resista e permaneça na sua boca. E para potencializar a prevenção, invista em uma alimentação balanceada, rica em nutrientes e minerais. Cuide da sua boca e não deixe o tártaro te deixar com aquele sorriso "amarelo".

Como tratar o problema?

Se o tártaro já ganhou espaço existe um meio de resolver isso: indo ao dentista. Só ele pode resolver o problema. “Ele só poderá ser removido adequadamente através de uma raspagem realizada pelo cirurgião dentista”, explica Filipe. Por isso, o profissional fará uma limpeza profunda retirando todo o tártaro. Existem casos em que o tártaro não é removido em apenas uma sessão. - para você ver como eles são enjoados - . Por isso, se o profissional julgar necessário, você deve voltar em uma próxima consulta para finalizar o trabalho.

Para quem usa aparelho ortodôntico é exigido um pouquinho mais de esforço, mas nada impossível. “A remoção é bem semelhante, mas no consultório estamos acostumados com essa situação. O mais importante é a manutenção em casa. Existem escovas especiais para quem usa aparelho ortodôntico. E requer um pouco mais de tempo de frente para o espelho para fazer uma boa limpeza", finalizou.