Você estava mordendo uma maçã quando, de repente, ouviu um barulho vindo da sua boca. Após levar o susto, percebeu que um bráquete do seu aparelho soltou. E agora, o que fazer? De fato, nenhum paciente está preparado para este momento, ainda mais em casa e distante do consultório dentário. Para acabar com essa dúvida, o Sorrisologia entrevistou o especialista Sérgio Casarim que vai orientar as principais atitudes a serem tomadas.

O que deve ser feito primeiro?

O bráquete é a peça responsável por transmitir a força do fio ortodôntico ao dente. Portanto, no momento em que ele quebra, o movimento daquele elemento fica totalmente comprometido. "Quando um bráquete solta, o paciente deve comunicar ao seu ortodontista, pois somente ele poderá recolocá-lo", explica o profissional. Se por acaso a estrutura se romper e algum fio ficar machucando ou incomodando, não tente removê-lo. O material pode amassar e comprometer o movimento de todo sorriso. O ideal é procurar o seu especialista o mais rápido possível.

É preciso guardar o bráquete?

De acordo com Sérgio, em alguns casos não é necessário guardar a pecinha. "Normalmente os bráquetes de metal soltos não serão reaproveitados, mas nos casos de aparelhos estéticos ou sistemas autoligados, é interessante levar o bráquete para o ortodontista avaliar se é possível reaproveitá-lo, evitando custos desnecessários ao paciente", indica. Independentemente do aparelho, não deixe de buscar ajuda e manter o tratamento no tempo certo

Por que é importante procurar um especialista?

Somente um ortodontista é capaz de avaliar se é necessário realocar o bráquete logo ou se pode esperar até a próxima consulta. A tentativa de colocar ou remover qualquer peça pelo paciente reflete em danos ao aparelho, o que acaba provocando um atraso no tempo do tratamento previsto e muitos problemas na posição dos dentes. Por isso, não tome nenhuma decisão sozinho. Se você não puder ir até o profissional, ligue ou mande uma mensagem para saber a urgência do caso. 

Como evitar esse acidente?

Com atitudes simples, é possível evitar que alguma peça do seu aparelho se solte. Basta seguir uma das principais orientações do especialista: evite comer alimentos crocantes. São eles os maiores responsáveis desse cenário. Pipoca, amendoim ou até morder uma fruta com casca inteira é capaz de causar esse acidente. Bateu aquela vontade de comer uma maçã? É só cortar o alimento em pedaços bem pequenos e saborear com gosto assim você estará fazendo um bem danado para o seu tratamento.