Quando pensamos em saúde bucal, escovar os dentes é a primeira coisa que vem à nossa mente. Esse cuidado é essencial para evitar problemas nessa região, mas não é o único necessário! O fio dental também deve ser usado para completar a limpeza, já que ele alcança alguns lugares aonde na escova não consegue chegar. Pode parecer complicado, mas é só uma questão de hábito! Existem ainda diferentes tipos de fio, cada um recomendado para um tipo de situação. A odontologista Luciane Franco Kraul explicou como escolher o fio dental correto para o seu caso.

Entenda a importância do uso do fio dental

Por mais que escovar os dentes possa parecer suficiente, essa limpeza não atinge todas as áreas nas quais podem ficar acumulados restos de alimentos. É aí que está a importância de usar o fio! “O fio dental é importante para a remoção dos resíduos entre os dentes, onde a escova não alcança”, esclarece a profissional. Essa remoção dos resíduos e das bactérias que se alimentam desses restos é de extrema importância para a saúde dos dentes e da gengiva, evitando que se desenvolvam problemas nessa região.

Como escolher o tipo correto de fio dental?

São algumas as opções de tipos de fio dental, cada uma específica para um tipo de situação. “Existe basicamente o fio dental, a fita dental e o floss, que é um tipo de fio dental utilizado para espaços um pouco maiores, como os com próteses”, afirma Luciane. Então como escolher qual o melhor tipo para o seu caso? Isso vai depender de alguns fatores, como a habilidade de cada um e a dos espaços entre os dentes. “De forma geral, a fita é mais larga e normalmente vem com uma cera que facilita o deslize entre os dentes, deixando essa tarefa um pouco mais fácil”, diz ela. Existem também um acessório especial para quem usa aparelho ortodôntico, o passa fio, que facilita a entrada do fio no espaço entre os dentes, passando pelo aparelho.

Quando devo usar o fio dental e quantas vezes ao dia?

Segundo a profissional, o ideal é que o fio dental seja utilizado após cada refeição, assim como a escovação, para eliminar os resíduos de alimentos deixados. Quando não for possível, é fundamental fazer essa limpeza mais profunda uma vez ao dia. “É importante usar pelo menos junto com a escovação noturna”, recomenda ela.

O dentista pode auxiliar na escolha e principalmente ensinar a técnica

Em caso de dúvida, a melhor escolha é pedir a recomendação do dentista. Além de orientar nessa escolha, o profissional também pode ensinar a técnica de como usar o fio dental. Afinal, não adianta nada escolher o tipo certo, se você não souber como utilizá-lo da maneira correta. “Em alguns locais, onde há mais espaço, o dentista pode ensinar e auxiliar na técnica que se assemelha à polir um sapato e algumas outras variáveis do uso do fio e fita dental”, finaliza.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Luciane Franco Kraul - Especialista em ortodontia
Jardim América – SP
CRO-SP: 81340