Uma boa higiene bucal unida a hábitos saudáveis tem poder para manter os dentes livres de cárie, doenças gengivais, mau hálito e até câncer de boca. Embora ninguém queira passar por esses problemas desagradáveis, muitos ainda não conhecem a forma certa de combatê-los ou acreditam em histórias que ouvem por aí.

Acham que higiene bucal é apenas uma escovação básica, não conhecem os produtos mais eficazes, vão ao dentista somente quando sentem alguma dor ou incômodo e dizem que fio dental é mito.Talvez esteja na hora de repensar tudo isso. Como informação nunca é demais, vamos dar um fim em algumas dúvidas mais comuns relacionadas aos cuidados bucais.

Chiclete sem açúcar auxilia contra as cáries

MITO! Mesmo não contendo açúcar, o produto não contribui para combater a cárie. É possível que ele ajude na produção de saliva, muito importante para o processo de higiene bucal, mas não substitui a escovação, considera a dentista Hellen Guedes. "Depois que a cárie já se encontra nos dentes, só o tratamento em consultório odontológico pode remover. O chiclete sem açúcar não tem essa capacidade". Portanto, se o chiclete for composto de xilitol, substituto eficaz do açúcar nos alimentos, ele não contribui para a produção de cárie, mas também não te livra de contraí-la através de outra alimentação, já que a maioria dos alimentos do nosso dia a dia possui algum teor de açúcar.

Clareamento dental sensibiliza os dentes

MITO! É muito comum encontrar pessoas que se queixam de sensibilidade nos dentes após passar pelo clareamento dental. "Esse procedimento deve ser aplicado e monitorado pelos profissionais, se for realizado dentro da indicação não causa sensibilidade", comenta Hellen. Uma pequena sensibilidade é normal, mas que pode ser controlada com analgésicos e creme dental específico para esse caso. Se o sintoma persistir, fale com seu dentista.

A TPM pode contribuir com o mau hálito

VERDADE! Forte influência de produção hormonal, tensão emocional e estresse, a TPM diminui o fluxo de salivação que, consequentemente, causa o mau hálito. "Pode afetar também os tecidos gengivais, e as medicações analgésicas e relaxantes podem alterar a salivação", explicou a profissional. A baixa imunidade pode ser comum durante a TPM, aumentando a proliferação de bactérias.

A gengivite em grávidas pode causar parto prematuro

MITO! "Gengivite é uma inflamação superficial e facilmente controlada por profilaxia oral em consultório e orientações de higiene . A gengiva se recupera rapidamente . Se não houver nenhum progressao do quadro , não é perigosa para a futura mamãe ou o bebê", explica . A gengivite é até bem comum na gravidez devido as alterações hormonais presentes nessa fase. Mas as limpezas dentárias no consultório do dentista e uma correta higiene bucal no dia a dia ajudam a se livrar do problema.

Cigarro causa gengivite

MITO. Apesar da nicotina presente no cigarro diminuir a função de algumas células de defesa do corpo favorecendo o crescimento de bactérias, a profissional diz que o cigarro não é o causador do problema. "Gengivite é uma inflamação causada por acúmulo de biofilme bacteriano. Porém, o cigarro pode contribuir para agravar esse quadro", comentou.

O periodontista Sérgio Khan complementa a informação. "O cigarro não é a causa da gengivite, mas é um fator de risco paras as doenças periodontais, pois dificulta na cicatrização da gengiva e porque a nicotina acelera a danificação dos dentes". Esses prejuízos, portanto, podem ser maiores se não houver uma higiene oral eficiente.