A menopausa é um momento de muitas transformações no corpo e na vida da mulher. Essa data marca a sua última menstruação. Mas antes fosse simples assim. Acontece que os momentos que antecedem isso são marcados por sintomas como ondas de calor e alterações de humor, que costumam ocorrer entre os 48 e 51 anos de idade, mas surge de forma diferente para cada mulher. A saúde bucal também pode ser atingida nessa época. A dentista Beatriz Bussab contou para o Sorrisologia quais são essas transformações e quais cuidados devem ser reforçados!

Os cuidados com a higiene bucal devem mudar ao longo da vida

Com o passar dos anos, nossos dentes sofrem alguns desgastes, que vão variar de acordo com nossos hábitos alimentares e de higiene bucal. Além disso, alguns quadros podem ser tornar mais comuns com o envelhecimento, devido ao uso de certos remédios, entre outros fatores. Por esse motivo, os hábitos de higiene bucal devem ser mantidos e se tornam cada vez mais importantes para se ter uma boca saudável. “Isso acontece devido às alterações morfológicas e hormonais que ocorrem ao passar dos anos”, explica ela.

Quais são as principais mudanças que acontecem ao longo dos anos?

Segundo a profissional, a principal mudança que eventualmente pode ocorrer com o passar dos anos é a diminuição do fluxo salivar, gerando um quadro de boca seca. “Isso favorece o acúmulo de bactérias e facilita a formação da doença cárie, portanto é sempre importante visitar o seu dentista regularmente”, recomenda.

Como a menopausa influencia na saúde bucal? Quais os cuidados necessários?

A menopausa é caracterizada por uma drástica mudança hormonal no corpo da mulher, e ela também se reflete na saúde bucal dela. “Essa alteração pode ocasionar alguns problemas bucais como boca seca, inflamação gengival, ardência na boca e até mesmo perda óssea nas áreas de sustentação”, afirma ela.

Durante esse período a mulher deve procurar seu dentista para buscar a prevenção bucal e saber quais são os cuidados que devem ser reforçados durante esse período. “Manter uma boa higienização bucal com escovas de cerdas macias, cremes dentais fluoretados, fio dentais e enxaguatórios específicos é o primeiro passo para uma boa prevenção de doenças bucais”, explica Beatriz.

Doenças gengivais são comuns na menopausa

Com a alteração hormonal, durante a menopausa a mulher pode ficar mais suscetível a doenças gengivais como a gengivite e a periodontite, além da xerostomia que gera boca seca, provocando mau hálito e aparecimento de cáries. Além disso, perda óssea e alterações na mucosa oral também podem surgir. O primeiro passo para evitar esses problemas é a prevenção! “Boa higienização bucal, e durante esse período visitar o dentista a cada 6 meses para acompanhamento e avaliações regulares da saúde bucal”, indica ela.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Beatriz Bussab - Cirurgiã-dentista
Osasco - SP
CRO-SP 125369