Está incomodado com a aparência dos seus dentes? Diversos pacientes, incluindo as celebridades, estão recorrendo à colocação da lentes de contato dentária. O procedimento estético consiste na aplicação das peças, uma a uma, em cima dos dentes. Elas são capazes de ajustar cor, tamanho e formato, criando um sorriso harmonioso. O dentista Vinícius Barçal conta mais sobre as lentes de contato e revela para quem o procedimento é indicado.

O que é a lente de contato dental?

Popularmente, o nome lentes de contato é usado para denominar as facetas de cerâmicas odontológicas ultrafinas. Elas possuem, em média, de 0,3 a 0,5 milímetros. “Isto possibilita executá-las com o mínimo preparo dental, conservando assim mais estrutura do dente intacta”, explica o dentista. Esses preparos sãos os desgastes dos dentes, que podem variar entre 0,2 a 1,5 milímetros, dependendo do caso. Mesmo com espessuras finas, os laminados após cimentados no dente tornam-se estruturas resistentes.

A função da lente de contato dental

As lentes são comumente utilizadas como maneira de dar um novo formato aos dentes e sorriso. Além disso, o método pode reparar defeitos de coloração e casos de correção de múltiplos dentes. Alguns exemplos são os de curvas de sorriso invertida, corredor bucal amplo, diastemas e dentes curtos. “Cada caso deve ser avaliado individualmente. Por se tratarem de laminados bastante finos, existem algumas restrições para sua colocação”, alerta o profissional.

Restrições para o uso de lentes de contato dentária

Vale ressaltar que a indicação para o uso das lentes deve ser feita após um exame clínico adequado por um profissional de dentística. Se o paciente apresentar alguma doença bucal, não deve colocar os laminados. Alguns casos que não podem passar pelo método são os que sofrem de:
- grande perda de estrutura dental sadia;
- fraturas ou trincas;
- cáries;
- manchas acentuadas;
- bruxismo não tratado;
- dentes com canal tratado.

Antes e depois: os cuidados com as lentes de contato dental

Para que possa acontecer a colocação das facetas ultrafinas, o paciente precisa ter uma saúde completa. “É indicado também a realização de outros tratamentos estéticos previamente ao preparo e colagem dos laminados”, comenta Vinícius. O clareamento dental, por exemplo, faz com que o dente fique mais claro para fixar as lentes. Para quem zela por uma boa manutenção, hábitos de higiene e consultas periódicas ao dentista pode fazer durar 15 anos, ou mais, esse tratamento odontológico.