Dor forte no dente? Inchaço na gengiva? Se você está com algum desses sintomas, pode ser sinal do siso nascendo. Esses dentes são os últimos a erupcionarem na arcada dentária e, na maioria dos casos, são indicados a serem extraídos. A cirurgia é rápida e resolve logo o problema, mas é comum que aconteça alguma inflamação no pós-operatório? Com as orientações da dentista Sílvia Murta, veja o que fazer nessa situação e como solucionar!

Quando deve ser feita a extração do siso?

O nascimento dos dentes sisos acontece já no final da adolescência, podendo surgir entre os 17 até os 25 anos. Denominados como terceiros molares, é comum que esses dentes fiquem inclusos ao tentarem erupcionar. Ou seja, ficarem abaixo do nível do osso da mandíbula. Nessas condições, os sisos podem resultar em outros problemas para a sua saúde bucal, como infecções, dor e inchaço. “Logo, quando estão inclusos ou semi-inclusos, tem a indicação de remoção”, orienta a profissional.

A inflamação no pós-operatório é comum?

Assim como toda cirurgia, o pós-operatório da extração do siso demanda alguns cuidados. Os pacientes são indicados a repousar, evitar bochechos, ter cuidados com a higiene bucal e não ingerir alimentos quentes nas primeiras 24 horas. Dessa maneira, é possível evitar problemas como as inflamações. De acordo com Sílvia, estas não são tão comuns de acontecer, mas é importante se prevenir. “Porém, quando ocorre pode ser por vários fatores, como imunidade do paciente comprometida, ciclo de esterilização falho, inflamações nas gengivas anteriores, entre outros”, explica ela.

O que fazer em caso de inflamação?

Primeiramente, no caso de inflamação, o paciente deve recorrer ao dentista. Assim, o profissional irá avaliar o quadro e indicar a melhor solução. “As inflamações são tratadas com uso de medicações, podendo ser antibióticos e/ou anti-inflamatórios, usados isoladamente ou em associação”, comenta a odontologista. Além disso, vale destacar que a inflamação, se não tratada corretamente, pode desencadear outros problemas bucais. “Não só apenas a nível local, mas sistêmico, podendo inclusive ocorrer comprometimento cardíaco desencadeado pela inflamação”, completa ela. Por isso, é fácil de compreender sobre a importância dos cuidados durante o pós-operatório da extração do siso. Siga as recomendações e logo sua recuperação estará completa.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Sílvia Murta - Odontologista e Especialista em DTM e Dor Orofacial
Recife - PE
CRO: 7730