Produto Relacionado:

A preocupação com a estética é o que acaba levando diversas pessoas ao consultório de dentistas. Contudo, manter a saúde bucal é muito importante - e está para além da beleza. Os implantes dentários são uma opção eficaz para resolver diversos problemas dentais, por meio da substituição por uma prótese. Mas será que ele é a melhor opção em qualquer fase da vida? O dentista Paulo Moreira traz mais explicações sobre esse procedimento.

Para que serve o implante dentário?

Os implantes dentários são estruturas feitas de titânio que substituem a raiz do dente. Eles possuem a função mastigatória, contribuindo para que o alimento possa ser triturado e absorvido pelo corpo como se todos os dentes ainda fossem naturais. E, também, contribui com a questão estética, com o intuito de aumentar a autoestima do paciente que perdeu algum dente, harmonizando seu sorriso. “Os implantes servem para reabilitação de áreas onde se encontram ausentes elementos dentários, seja por sua perda ou agenesia (ausência congênita do elemento dentário permanente)”, explica o profissional.

O implante dentário pode ser colocado em qualquer fase da vida?

Os implantes dentários são opções eficazes para tratar da perda de um dente ou a ausência deste na arcada. Para que o procedimento seja possível, são necessários alguns pré-requisitos do paciente, como uma boa saúde bucal. “Os implantes só podem ser realizados após o término do crescimento ósseo dos maxilares, pois a instalação dos mesmos antes desse término poderia ocasionar em maus posicionamentos tridimensionais desses implantes futuramente”, completa o dentista.

No caso de crianças, elas também podem necessitar de implante dentário?

O implante dentário também é conhecido como a terceira dentição. Essa denominação é por conta do crescimento natural dos dentes no ser humano. A primeira dentição é quando os dentes naturais surgem durante a infância. Então, ocorre sua substituição, eles ficam moles e dão espaço para os dentes permanentes, normalmente com início aos seis anos de idade. Dessa forma, o implante é considerado como terceira. Por isso, não devem ser colocados em crianças, como esclarece Paulo. “Podem ser colocados apenas após o crescimento ósseo. Deve-se apenas fazer acompanhamento da área edêntula, pois com o decorrer dos anos tende-se a haver uma remodelação óssea nessas áreas.”

Quais são os casos em que adultos e idosos usam implante dentário?

Nessas fases da vida, é comum o uso de implantes dentários tanto para reabilitações unitárias, de um único dente, ou totais. “Muitos idosos usuários de próteses totais encontram nos implantes dentários um excelente meio de reabilitação total, pois sobre eles são confeccionadas próteses totais fixas, as quais eliminam o desconforto de reabilitações removíveis”, exemplifica o odontologista. Se este for seu caso, é recomendado procurar um profissional para avaliar seu quadro e direcioná-lo para o tratamento certo.