Produto Relacionado:

Para quem usa prótese dental removível já sabe que o dispositivo exige cuidados importantes para não comprometer a sua saúde. Além do momento de higienização, que deve ser respeitado assim como as orientações com dentes naturais, a prótese dental precisa ser guardada em local apropriado quando retirada da boca. O Sorrisologia ouviu as dicas do dentistas Márcio Fonseca para realizar essa tarefa corretamente e você acompanha agora.

Saiba quando é indicado o uso de prótese dentária

Assim como esclarece o odontologista, o uso de próteses dentárias é indicado para pacientes com ausência de um ou mais elementos dentários, “Podendo ser parcial ou total, removível ou fixa, conforme necessidade da pessoa”, completa ele. Os cuidados com o dispositivo vão ser diferentes dependendo do tipo. Para pacientes que possuem as próteses fixas, a higienização e manutenção a cada seis meses com um cirurgião-dentista de confiança são essenciais para o bom andamento do tratamento. “Para quem usa as próteses removíveis é importante a remoção a cada escovação e higienização da mesma”, ressalta Márcio.

É hora de guardar a prótese: quais são os cuidados?

Após passar pelo diagnóstico e procedimento de colocação da prótese dentária, é preciso que o paciente fique atento às novas necessidades de sua cavidade bucal. O seu dentista pode orientar e esclarecer todas as dúvidas desse momento. “O ideal é que o paciente utilize a prótese em tempo integral, no entanto, caso seja necessário guardá-la é importante que seja em um lugar apropriado e higienizado”, indica o profissional. Dessa maneira, seguindo as orientações, o tratamento alcançará o sucesso esperado.

No caso de descuidos na hora de guardar, quais problemas podem surgir?

A integridade, tanto da prótese dentária quanto da cavidade bucal, são fundamentais para que o procedimento tenha sucesso. Por isso, os cuidados com a higienização e o armazenamento dos dispositivo de maneira correta fazem a diferença. O paciente que não segue as orientações do dentista nesse momento pode ter complicações, como a quebra da prótese dentária.

“Perder, entortar e jogar fora quando não estiver no local adequado são outras complicações que podem aparecer caso aconteçam descuidos”, completa ele. Redobre a atenção e conseguirá contornar essas situações. Além disso, mantenha o acompanhamento profissional, fazendo as visitas periódicas ao consultório e, se necessário, realizando a manutenção com trocas periódicas.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Márcio Fonseca - Especialista em prótese e implantes
Osasco - SP
CRO-SP 79547