Após as principais refeições, é hora de escovar os dentes. Com uma escova adequada para o seu caso, você faz movimentos suaves por volta de 2 minutos. Esse momento faz parte da sua rotina diária. Mas e quando no meio dele sua gengiva começa a sangrar? Fique atento, isso é sinal de problemas! Existem algumas razões para essa situação, mas provavelmente você está com uma gengivite. Saiba como tratar esse problema com orientações do especialista Sérgio Siqueira.

Gengiva sangrando ao escovar os dentes pode significar inflamação

Ao realizar sua escovação como de costume, você percebe que está saindo sangue da sua boca. Ao observar melhor, vê que o sangramento está vindo da gengiva. Em alguns casos, isso pode ocorrer porque a pessoa aplicou muita força ao realizar a escovação, ou caso tenha utilizado o fio dental de forma incorreta. Ela deve ser feita com movimentos suaves de vai e vem, e aplicar muita força não significa dentes mais limpos! O mais provável, no entanto, é que isso seja um sinal de inflamação na gengiva.

Esse quadro pode estar na sua primeira fase, a gengivite, na qual só a gengiva ao redor dos dentes foi afetada, ou pode já ter progredido para a periodontite, que acomete os tecidos de suporte. Nesse caso, as consequências são mais graves… “Mesmo com um tratamento periodontal e um controle rigoroso por parte do paciente, esta perda de tecido não se regenera, causando algumas sequelas como a retração gengival e a diminuição dos tecidos de suporte do dente”, explica ele.

Perda dentária é um dos riscos desse quadro

Além dos prejuízos na saúde bucal, outras consequências também são possíveis. Ao perceber que você está com sangramento ao escovar os dentes, ou também em outros momentos, como ao morder alimentos por exemplo, é importante procurar o seu dentista e iniciar logo o tratamento. Quanto mais rápido o problema for identificado, melhor será para o seu sorriso!

No entanto, caso isso seja deixado de lado, a inflamação vai progredir cada vez mais... Em casos extremos, isso poderá resultar até mesmo na perda de um dente! Com certeza você não vai querer passar por isso. Nesse caso, não é só com a questão estética que você deve se preocupar. O dentista lembra que outros fatores ainda ficam prejudicados com essa perda. Como consequência, ocorre também um “comprometimento das funções mastigatória e fonética”, alerta ele.

Como deve ser feito o tratamento?

Sérgio explica que para acabar com esse problema deve ser feito um controle das bactérias, responsáveis pela inflamação. Praticar uma melhor higiene bucal é o primeiro passo a ser tomado. Isso inclui o uso de fio dental e uma boa escova de dentes. “Quem deve orientar sobre essa escolha é o dentista ou o técnico em saúde bucal”, explica ele. Se mesmo assim o problema persistir, é hora de procurar ajuda de um especialista! Uma raspagem pode ser a solução encontrada por ele.