A troca dos dentinhos de leite é uma fase marcante na vida das crianças, mas nem sempre acontece no tempo certo e pode causar problemas bucais que só um tratamento ortodôntico poderá prevenir. Para isso, muitas vezes a extração dos dentes decíduos que não caíram são necessárias para que os permanentes apareçam. Parece preocupante, mas não há o que temer. O Sorrisologia e a ortodontista Andréia Cotrim explicam todo esse procedimento pra você.

Os primeiros passos do dentista

O profissional vai realizar uma anamnese do paciente para descobrir se a extração será realmente necessária. "Por meio de um exame clínico e radiográfico o dentista consegue avaliar em que fase de formação está o dente permanente e se é necessária a extração do dente de leite, para que a erupção ocorra dentro do período de desenvolvimento adequado". As radiografias mostram retenções prolongadas de dentes decíduos que prejudicam a erupção do permanente, tornando o diagnóstico do problema ainda mais fácil e um tratamento precoce. Viu só como uma ida ao dentista é sempre importante?

As etapas de nascimento e queda dos dentes

Tudo começa quando seu filho é ainda um bebê, com 6 ou 8 meses de vida, e os primeiros dentinhos começam a nascer. Ao completar 3 anos seu pequeno já terá o sorriso de leite formado. "A erupção dos dentes permanentes se dá aproximadamente aos 6 anos com o primeiro molar e a partir do 7 anos inicia a esfoliação, ou queda dos dentes de leite, e nascimento dos permanentes". Andréia diz que essa sequência pode ser alterada por conta de vários fatores como o sexo da criança ou até mesmo a alimentação.

Ter um profissional de confiança é essencial 

É primordial que um dentista qualificado e de total confiança da família realize o tratamento. "A partir do momento que os pais procuram um profissional, devem confiar no plano de tratamento por ele proposto", conclui Andréia. Os papais e mamães corujas também precisam cumprir o seu papel tirando todas as dúvidas possíveis sobre o procedimento até mesmo para ficarem mais seguros e transmitir este sentimento para o filho.

Escovas para o tamanho da higiene do seu filho

Nossa higiene bucal é formada por fases. Assim como todo ser humano, as escovas de dentes também vão acompanhando nosso crescimento. Quando pequenos, elas são menores, mas não significa que a higiene é pouca. Muito pelo contrário, essas mini-ferramentas são ideais para limpar todos os dentes da criançada, alcançando, até mesmo, aqueles espacinhos mais difíceis. Bacana, né? É bom demais cuidar sempre do sorriso.