Diabetes e saúde bucal: qual é a sua relação? Pode não parecer, mas pacientes diabéticos devem ter cuidados redobrados com a saúde da boca. Isso porque, quando os níveis de glicose no sangue não estão bem controlados, a pessoa aumenta o seu risco de desenvolver problemas bucais, em especial, relacionados à gengiva. Contudo, em alguns casos, para que exista um controle da saúde bucal alguns pacientes precisam extrair um dente. O que parece ser um procedimento simples, para diabéticos a realidade pode não ser a mesma. Conversamos com o dentista Murillo Perrella para entender as principais recomendações para esse momento.

Qualquer paciente pode realizar extração de dente?

Sim. Qualquer paciente pode ser submetido a um procedimento de extração dentária. Porém, para que isso aconteça é necessário que ele faça uma avaliação pré-operatória adequada. Feito isto, o dentista responsável irá considerar as possíveis doenças pré-existentes e, quando necessário, solicitar exames. Em geral, o procedimento é seguro e sem riscos ao paciente.

Para portadores de diabetes, no entanto, alguns cuidados podem ser essenciais. “Antes de qualquer coisa, a doença deve estar bem controlada e o paciente em questão precisa informar todas as medicações de uso diário ao cirurgião-dentista”, adverte Murillo. Fazendo isso, o profissional irá saber qual a melhor forma de realizar o procedimento e, se necessário, uma avaliação médica pode ser solicitada para o controle do quadro.

Quais as recomendações para diabéticos que vão realizar extração?

Os pacientes que são acometidos por esse problema precisam de algumas recomendações para garantirem o sucesso do procedimento. Manter uma alimentação equilibrada próximo a data da cirurgia e tomar as medicações de maneira correta fazem com que a glicemia não sofra alterações exacerbadas e, no final, são essas medidas que tornam o procedimento seguro. "Além de realizar um acompanhamento médico frequente, que é de extrema importância, esse paciente, por possuir algumas restrições alimentares, precisa tomar cuidado na hora de consumir certos alimentos antes e depois da cirurgia”, explica o dentista.

Quais são os cuidados necessários para esses pacientes antes e depois da extração?

No dia da cirurgia, alimentar-se bem é algo fundamental. Realizar uma dieta leve permitirá um controle adequado da glicemia durante todo o procedimento. Além disso, é necessário tomar as medicações diárias. Para Murillo, a tranquilidade do paciente contribui diretamente para que toda a cirurgia saia como planejado. "Caso ache necessário, o cirurgião-dentista pode prescrever alguma medicação adicional antes da cirurgia, não é algo que o paciente deva estranhar”, completa o dentista.

Os cuidados do pós-operatório incluem alimentação leve e fria, além de compressas geladas no local da extração. “Não cuspir e comprimir a região com gaze em caso de pequenos
Sangramentos”, alerta Murilo. Além disso, manter uma boa higienização oral também é fundamental para uma recuperação rápida e sem problemas. “Se o paciente tiver qualquer dúvida ele deve entrar em contato com o profissional que realizou o procedimento, assim, ele o orientará adequadamente”, finaliza o dentista.