Você começou o tratamento sonhando com um sorriso branquinho como o da propaganda, mas, no fim, ao olhar no espelho, a expectativa do resultado não condizia com a realidade, certo? Não se preocupe, talvez você não seja o único. De acordo com o dentista Pedro Lima, isso acontece porque diversos fatores influenciam diretamente no resultado do clareamento dental. Entenda o que pode ter acontecido no seu caso e qual deve ser o próximo passo com a ajuda do especialista.

Não, não é coisa da sua cabeça

Antes de colocar a culpa nas expectativas, saiba que é realmente possível que seus dentes não alcancem a cor desejada. Pedro explica que, na maioria das vezes, o que acontece pode ter relação com os hábitos alimentares e de higiene bucal. “Além disso, outros fatores são as manchas, a idade dos dentes, se eles já foram restaurados ou se estão sem restaurações, e se o paciente está colaborando com a técnica do clareamento caseiro”, conta.

O procedimento pede um trabalho em conjunto

A responsabilidade pelo resultado, ainda assim, pode ser dividida. Segundo o dentista, cada parte envolvida precisa colaborar antes e durante o tratamento. “Os produtos e técnicas utilizadas pelo profissional também contam. Além disso, é preciso realizar uma consulta de profilaxia (limpeza) uma semana antes do início das consultas de clareamento”, ressalta. Por esse motivo é importante escolher um especialista que seja da sua confiança e que se atente aos detalhes.

Tenha cuidado com as comparações

Sabe aquele sorriso perfeito que você viu na foto? Ele pode até servir como inspiração, mas nunca como comparação. Pedro lembra que cada pessoa é um indivíduo totalmente diferente do outro, mesmo que tenham a mesma idade ou até sejam da mesma família. “O paciente não deve se basear em dentes de fotos de antes e depois postadas na internet, pois, além de poder se tratar de uma montagem, mesmo que a foto seja verdadeira, não se pode garantir o mesmo resultado”.

Você pode e deve opinar!

Se o andamento do procedimento não está de acordo com o esperado, é importante deixar isso claro para o profissional. O dentista explica que uma saída válida para conseguir um melhor resultado é fazer a combinação das duas técnicas mais utilizadas​: a técnica caseira e a técnica em consultório. “Dessa forma o paciente consegue participar ativamente do resultado do clareamento. Assim, só não atingimos um resultado satisfatório se realmente for impossível ou se o paciente não colaborar com as suas responsabilidades do tratamento, que vão muito além das financeiras”, esclarece.

Você pode repetir o procedimento

A boa notícia nesses casos é que, anualmente, é possível renovar o tratamento de beleza nos dentes. Segundo o especialista, esse processo é o que ele chama de "reforço do clareamento". Pedro afirma que não há contraindicações para repetição após um tratamento estético completo e, assim, o paciente conseguirá manter o sorriso sempre branquinho. A autoestima agradece, não é mesmo?