O clareamento dental é uma das opções mais procuradas para se alterar a coloração dos dentes. Na busca por um sorriso perfeito, portanto, não podemos esquecer de procurar o melhor procedimento com o melhor profissional. Pesquisa e indicações de amigos são sempre bem-vindas, mas, no final, é você quem decide. Se não for feita de forma adequada, a técnica da Odontologia Estética pode causar danos aos seus dentes. Você sabia, por exemplo, que um sorriso mais branco nada tem a ver com inúmeras sessões de clareamento dental? Conversamos com a Dentista Kalina Diniz que explicou melhor sobre o assunto.

Qualquer paciente pode fazer clareamento?

A maioria dos pacientes pode ser submetida ao tratamento de clareamento dental desde que a cavidade bucal esteja em um bom estado de saúde, ou seja, com ausência de cáries, de doenças periodontais, de lesões em mucosa e de grande quantidade de trincas em esmalte, fraturas no esmalte dentário. Kalina Diniz adverte que em alguns pacientes o tratamento não é o mais indicado. “Grávidas e lactantes, menores de 15 anos, onde o esmalte não está totalmente formado e pessoas com grande sensibilidade devido a muitas retrações não são os mais indicados para realizar o tratamento”,comenta.

Existe um limite indicado para sessões de clareamento dental?

Você pode achar que quanto mais sessões de clareamento realizar, mais rápido e mais branco ficarão seus dentes. Mas não é bem assim que funciona. O mais indicado, de acordo com a profissional, é um mínimo de 2 sessões e o máximo de 4, esperando um intervalo mínimo de 1 semana entre esses procedimentos. Essa espera é necessária porque pode ocorrer alterações estruturais do esmalte e da dentina, inclusive, apresentando a diminuição da microdureza do esmalte. “O mais importante é o dentista saber quando está diante desse ponto para cessar o clareamento dentário e não causar prejuízos ao seu paciente.”, comenta a dentista.

Fazer clareamento várias vezes pode afetar a saúde bucal?

Os clareadores são compostos ácidos e aumentam a porosidade do esmalte, infiltração de restaurações e sensibilidade nos dentes. Kalina alerta que alguns clareadores podem acabar até mesmo queimando a mucosa bucal. “Alguns clareadores, como o cáustico, podem prejudicar a mucosa bucal e podem potencializar as causas iniciadoras do câncer bucal, como produtos do tabaco , bebidas alcoólicas , etc.”, comenta. Por isso é tão importante se consultar com um dentista de confiança e nunca fazer nada por conta própria, ok?

Quanto tempo é preciso esperar para fazer outro clareamento dental?

Não existe como precisar o tempo de duração de um clareamento dental, porém os resultados vão variar de acordo com os cuidados relacionados à higiene oral e com a alimentação. Bebidas e comidas que contenham muitos corantes, por exemplo, devem ser evitadas nesse período.’É importante salientar que, quando os dentes que são clareados escurecem, eles nunca mais voltam a cor original”, destaca Kalina.