Você acha que escova de dente é tudo igual e, na hora da compra, não faz muita questão de analisar qual é a melhor? Saiba que você pode estar cometendo um grande erro na sua higiene bucal. Existem escovas especiais para cada tipo de necessidade. E para eliminar a placa bacteriana, além do fio dental, a escova interdental pode ter um papel fundamental nesse momento. Convidamos a dentista Andréia Cotrim para explicar como podemos incluir essa ferramenta no dia a dia. 

Como acabar com a cárie?

A profissional é enfática quando diz respeito ao melhor modo de combater a cárie e outros problemas bucais. "O método mais eficiente e simples para o controle da placa dentobacteriana se resume no uso da escova e do fio dental pelo próprio paciente”. Segundo Andréia, se a escovação for realizada de modo meticuloso, três vezes ao dia, será o suficiente para o controle de placa. 

Como a escova interdental pode ajudar?

"As escovas dentais, sejam elas de qualquer tipo, são um importante recurso para a remoção mecânica da placa bacteriana das superfícies vestibulares, linguais e oclusais". Como complementação do processo de higiene bucal, Andréia recomenda a utilização do fio dental para a limpeza das áreas entre os dentes e da escova interdental para as áreas mais retentivas, ou seja, onde a escova não conseguiu atingir. 

Além disso, há outras situações em que a escova interdental é bem-vinda e ajuda a evitar a cárie. "Em alguns casos, como o uso de aparelhos fixos, temos algumas áreas com mais acúmulo de placa e menos acesso com a escova convencional. Então indicamos o uso de escovas interdentais para ajudar no processo de limpeza", recomenda. 

Por que é tão importante escovar os dentes

“Escovar os dentes” é a forma comum de dizer que vamos fazer a limpeza oral no dia a dia. Até porque esse hábito vai além de simplesmente usar a escova e creme dental em movimentos de vai e vem e para cima e para baixo. "O objetivo da escovação não deve ser apenas no cumprimento mecânico e automático de um mero ritual cosmético, mas sim a remoção consciente e eficiente de todo o conteúdo residual formador de placa bacteriana que possa estar aderido aos dentes, aparelho e sulcos gengivais”, lembra Andréia. Sendo assim, a escovação é um dos principais meios de prevenção, devendo sempre ser corrigida e melhorada.

Acrescente uma limpeza dentária no consultório

Ainda assim é válido buscar outras formas de fazer a higiene oral e se manter longe da cárie como orienta a especialista. "A remoção mecânica da placa dental bacteriana, por meio da profilaxia profissional, é um procedimento efetivo preventivo à cárie dental e à doenças gengivais". Essa limpeza deve ser feita a cada seis meses. Converse com seu dentista para fazer esse acompanhamento sempre que necessário.