Muitas pessoas possuem o vírus do herpes e acabam não apresentando seus sintomas ou o manifestam. Já para quem passa pela crise, sabe que existem fatores e situações que contribuem para que ela comece, como a exposição ao sol ou estresse excessivo. Além disso, há também vários cuidados a serem tomados durante o tempo da irrupção na região da boca. O que muita gente não lembra é de um dos principais cuidados após a crise, que está relacionado com a saúde bucal. Você troca sua escova de dente? Veja o que o dentista Max Ferreira comenta sobre esse assunto e saiba o que fazer na próxima vez que o herpes surgir.

Como ocorre o contágio da herpes bucal?

É importante ressaltar que o herpes é um vírus que não tem cura. Assim como explica o dentista, geralmente, o contágio do herpes bucal acontece na infância, época em que o contato de secreções orais é comum. “O compartilhamento de objetos e utensílios nesse período é frequente e o hábito de levá-los a boca também”, esclarece ele. Dessa maneira, a criança fica exposta mais facilmente ao vírus do herpes simples tipo 1 e pode contraí-lo.

De que maneira acontece as manifestações da doença?

O herpes compromete diretamente a estética da pessoa que apresenta as erupções na região da boca durante a crise. “A doença se manifesta normalmente pela presença de bolhas avermelhadas , pequenas e doloridas ao redor da boca”, identifica o profissional. Assim, essas bolhas tornam-se feridas nos lábios. Então, elas apresentam a secreção, que é responsável pelo contágio direto através de objetos e utensílios. As crianças durante a crise também podem sofrer com gengivite durante esse tempo, assim como há casos de adultos com faringite severa juntamente.

Por que é necessário trocar de escova de dente após uma crise de herpes?

Devido à sua capacidade de contágio, assim como explicado acima, o herpes pode ser transmitido por meio de contato. “A escova deve ser trocada, pois o vírus permanece altamente contaminante nesse utensílio”, alerta o odontologista. Além disso, é comum deixar a escova de dentes no banheiro junto com as demais da casa. No entanto, esse hábito pode ser perigoso. Isto porque deixar a escova do paciente em crise de herpes com as demais aumenta as chances da transmissão do vírus. Por isso, não deixe de trocar o utensílio e ajudar os demais a se prevenir.

Quais cuidados devem ser tomados por quem tem esse vírus?

Existem alguns cuidados que podem ajudar a prevenir a ocorrência de crises do vírus. O dentista destacou hábitos e ações que devem ser evitados durante a manifestação do herpes:
- compartilhamento de objetos e utensílios;
- contato através do beijo e até sexo oral;
- trocar a escova de dentes e outros objetos de contato com a cavidade bucal, como talheres e batons.
Vale ressaltar que esse itens que são utilizados através do contato direto com a boca precisam ser cuidadosamente descontaminados, esterilizados ou até descartados após o contato com o paciente com herpes.