Você vai ansioso pegar aquela sobremesa gostosa na geladeira, mas ao morder o primeiro pedaço...que dor! Parecida com um choque, ela dura alguns segundos, o suficiente para incomodar e preocupar. A chamada sensibilidade dentária pode acabar com momentos deliciosos como esse. O especialista em Implantodontia André Luís Lima explica o porquê. "A sensibilidade dentária acontece quando a dentina – tecido coberto pelo esmalte do dente – fica exposta, seja por diminuição da gengiva, fratura ou queda de restaurações já existentes, causando esse desconforto." Então, nada de deixar para lá aquela dor de dente, ok? Com os esclarecimentos do profissional, entenda como este pode ser um sintoma da sensibilidade dentária.

Identificar a causa da sensibilidade é importante

Normalmente, a dor surge após o contato com alimentos doces e ácidos, mas você também pode sentir com os muito quentes ou muito gelados. O primeiro passo é o paciente consultar seu dentista para descobrir a real causa das dores. "Como a pessoa só procura ajuda depois que sente a dor, é preciso avaliar o tamanho do problema. Se a pessoa só sentir as pontadas quando tiver contato com bebidas e alimentos, e elas não forem muito fortes e passarem rapidamente, bochechos com soluções mais concentradas de flúor e o uso de cremes dentais especiais para esses casos, podem controlar”, indica André.

Já a aplicação de vernizes de flúor ou a restauração das áreas sensibilizadas são indicadas para casos mais graves e que podem exigir um tratamento mais longo. Nada de buscar na internet soluções caseiras. Com exceção dos casos em que o paciente está sob supervisão de um profissional, o tratamento certo é nos consultórios dentários e deve ser feito o quanto antes para evitar que a estrutura dental fique mais comprometida. "Somente o cirurgião-dentista é quem pode fazer o diagnóstico correto e dizer qual método seguir", alerta André.

Como prevenir a sensibilidade dentária

-  Tenha sempre uma boa higiene bucal. Procure retirar a placa bacteriana, garantindo que todas as superfícies dos dentes ficaram limpas. "Use corretamente a escova e o fio dental, além de cremes dentais e enxaguatórios indicados para dentes sensíveis", reforça André Luís.

- Escolha uma escova de cerdas macias e não use muita força durante a escovação.

- Controle o que você come e bebe. Evite escovar os dentes logo depois de consumir alimentos ácidos. Neste caso, a escovação ajuda a esfregar o ácido ainda mais no dente, causando desgaste. O ideal é esperar uns 30 minutinhos depois de comer.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
André Luís Tabet de Oliveira Lima - Implantologista
São Caetano do Sul - SP
CRO-SP 62167