Sentir dor de dente não é bom pra ninguém. Além de atrapalhar completamente seu dia, ela pode ser a causa de duas doenças bucais bem graves: sensibilidade dentária ou cárie. Ambas causam uma dor bem chatinha, mas por conta de diferentes motivos. Seu dentista é a melhor pessoa para identificar a causa e tratamento certo. Mas o Sorrisologia convidou o dentista Marcos de Borba para nos ajudar a entender um pouco mais as diferenças.

Dor de cárie X sensibilidade

Quando é por uma lesão cariosa, a dor pode ser causada por agentes externos como frio ou doce, bem parecido com a sensibilidade. Isso acontece pelo desgaste do esmalte, deixando a dentina exposta. Mas quando a danificação está muito profunda, Marcos conta que os incômodos são mais frequentes. "A lesão de cárie também pode ocasionar dor espontânea se a cavidade estiver mais profunda, devido a inflamação da polpa (parte inervada do dente), mais conhecida como pulpite".

Já a sensibilidade dentária se dá, geralmente, quando há alguma retração da gengiva, deixando um pouco da raiz exposta. "Essa dor ocorrerá mediante um estímulo externo, como o frio ou quente, por exemplo". Também pode ser sentido diante da abrasão da escova na região, próximo à gengiva. Viu como é importante praticar uma escovação bem suave com a ajuda de uma ferramenta macia?

A diferença só o dentista pode identificar

O diagnóstico precisa ser feito por um cirurgião-dentista ou Técnico de Saúde Bucal, através do exame visual. "A lesão de cárie é caracterizada por mancha branca ou escura acompanhado, geralmente, por uma cavidade". Para identificar um dente sensível já é diferente. "A sensibilidade se dará, geralmente, na região próximo à gengiva, onde haverá a retração gengival ou um desgaste na superfície do dente, próximo à raiz".

A lesão cariosa inicialmente é assintomática

Antes da dor, a cárie começa a dar seus primeiros sinais de forma visual, com uma mancha branca causada pela desmineralização do esmalte dentário. Por ainda não ter uma cavidade, não acontece a exposição da dentina, a parte mais sensível, causadora dos incômodos. "Os sintomas só começam a aparecer quando surge a cavidade na superfície do dente, deixando a dentina exposta aos agentes externos (frio, calor, doce) ou quando a cavidade está tão profunda que começa a agredir a polpa, causando inflamação, consequentemente, dor".

Como evitar a cárie e a sensibilidade?

Com medidas simples, podemos prevenir o universo bucal destes dois problemas temíveis. Para não correr o risco de ter sensibilidade, Marcos garante que é preciso evitar os agentes causadores. “Consumir menos alimentos ácidos, como laranja, limão, vinho, e utilizando escova macia, a fim de agredir menos a gengiva, assim, prevenindo a retração”. Agora, a melhor maneira de evitar a cárie é a redução do consumo de açúcar e uma higiene eficaz. “O uso de creme dental e enxaguantes bucais com flúor estão indicados para evitar o surgimento da cárie”, conclui.