Geralmente, o tratamento de canal por ser feito em etapas. Lidar diretamente com a raiz do dente requer muitos cuidados tanto da parte do profissional, na hora de realizar o procedimento, quanto da parte do paciente, com cuidados do pós-operatório. Pode acontecer do paciente continuar sentindo dores após o procedimento. Mas será que essa dor significa, necessariamente, que o canal não deu certo? Conversamos com a dentista Sofia Cabaleiro para tirar essa dúvida e explicar como são os cuidados após essa cirurgia.

Como são os procedimentos e cuidados após realizar um tratamento de canal?

Com o canal tratado, o paciente precisa tomar certos cuidados como em qualquer outra cirurgia. Nesse procedimento, o dente perde parte de sua estrutura e, consequentemente, fica mais suscetível a fraturas e trincas. Além disso, a cirurgia de canal lida diretamente com o nervo que está inflamado no dente, sendo portanto, um procedimento mais dolorido. “Por conta disso, é importante que o paciente que tenha passado por essa cirurgia evite a mastigação consistente no local para conseguir dar sequência na etapa de reabilitação”, explica a profissional.

Dor de dente após o tratamento de canal significa que o procedimento não deu certo?

Não necessariamente, de acordo com Sofia, o fato do paciente sentir dor após o procedimento é tratado pelos profissionais como algo bastante comum. “Essas dores ocorrem como consequência do próprio procedimento que é delicado e, normalmente, cessam após 2 ou 3 dias”, comenta. A dentista alerta que caso esse sintoma de dor persista, é importante que esse paciente consulte o profissional que realizou o procedimento operatório para avaliar seu quadro.

O que deve ser feito nessas situações?

Normalmente, quando as dores são intensas, é recomendado o uso de analgésicos ou anti-inflamatórios prescritos pelo profissional da área. “O paciente deve ter atenção aos seus sintomas, pois se a dor persistir e se houver quadro de febre, edema, inchaço, deve-se entrar em contato com seu dentista para avaliação clínica e nova conduta”, explica a profissional

Independente do quadro, em casos de dor, a primeira providência que o paciente deve tomar é procurar um profissional especializado na área. “Mesmo que ele tenha um quadro mais grave, o procedimento para solucionar a dor é o mesmo, ela deve ser controlada com analgésicos e anti-inflamatórios por 2 ou 3 dias”, comenta.

O que pode acontecer para o tratamento de canal não dar certo?

Mesmo que o tratamento de canal tenha um alto índice de sucesso, ele não pode ser considerado infalível. Existem algumas bactérias resistentes que podem sobreviver ao tratamento e causar certos problemas para o paciente em questão. “Por serem muito resistentes, essas bactérias podem causar intercorrências no tratamento e variações anatômicas do formato da raiz que impedem uma limpeza completa do dente. Por isso, é importante que o procedimento seja realizado por um profissional especializado e que o paciente siga as recomendações do seu dentista”, finaliza Sofia.

Este artigo tem a contribuição do especialista:

Sofia Cabaleiro - Endodontista

Belo Horizonte, MG

CRO-MG: 34919