Cuidar bem da própria saúde é o melhor jeito de ser uma pessoa saudável e com qualidade de vida. O corpo humano é todo interligado, por isso é preciso cuidar de todas as áreas, já que uma pode comprometer o bom funcionamento da outra. Assim acontece com pessoas diabéticas. Apesar de parecer que não tem relação nenhuma, a doença pode complicar muito a saúde bucal. 

O diabetes caracteriza-se por uma síndrome metabólica de origem múltipla que ocorre pela falta ou incapacidade da insulina não trabalhar de forma correta no sangue. É um problema que muda totalmente o seu metabolismo, por isso, exige mudança de hábitos para preservar a sua saúde. 

Diabetes e doenças bucais

Segundo o dentista Felipe Furquim, existe uma lista de complicações associadas. "Um paciente com diabetes descontrolada está propenso a ter gengivite e doença periodontal, que provoca destruição óssea e ocasiona a perda da sustentação dos dentes. Tudo isso porque a circulação sanguínea fica prejudicada nessa área". Por isso, todo cuidado é essencial para que seu sorriso não seja prejudicado.

Como todas as infecções, a doença gengival pode tornar o controle do diabetes bem mais difícil. Além disso, a pessoa corre o risco de contrair candidíase oral, a doença mais conhecida como sapinho, que é uma infecção causada por um fungo. Problema de boca seca que pode causar aftas, infecções e as famosas cáries completam a lista.

Higiene em dia não dá espaço para cáries

O sangue dos portadores dessa doença possui uma alta concentração de glicose, sendo mais propício de desenvolver bactérias que somado ao acúmulo de restos de comida, favorece a proliferação das cáries. Por isso, manter a higienização bucal é tão importante.

Dica: Mantenha seu dentista informado sobre qualquer alteração em seu estado de saúde e sobre os medicamentos que estiver tomando. "Somente um profissional pode orientar um tratamento adequado para cada tipo de paciente e se a diabetes estiver controlada, não haverá problemas", confirma Filipe.

Mudança de hábitos faz toda diferença

Mesmo com toda higiene bucal, nossa boca possui muitas bactérias e elas acabam sendo reforçadas pelos hábitos que praticamos no dia a dia, como bebidas alcoólicas, fumo, consumo de doces e até mesmo estresse. Para quem tem diabetes, essas práticas podem agravar a doença. Mude seus hábitos o quanto antes:

- O consumo de bebidas alcoólicas deve ser moderado. Quando o fizer, que seja junto a uma refeição, já que o consumo isolado pode causar hipoglicemia

- Controlar a dieta, sem desculpas. Todo mundo sabe que pessoas com diabetes devem evitar os açúcares e carboidratos por possuírem um alto índice glicêmico. Além de causar mais tártaros nos dentes, esses alimentos aceleram o aumento das taxas de glicose no sangue. Por isso, prefira os carboidratos complexos (castanhas, nozes, grãos integrais) que serão absorvidos mais lentamente.

- É proibido fumar! Diabetes e cigarro não combinam. A nicotina pode multiplicar em até cinco vezes o risco de infarto em pessoas diabéticas. As substâncias presentes no cigarro ajudam a criar acúmulos de gordura nas artérias, bloqueando a circulação. Além de destruir os dentes, fumar também contribui para a hipertensão no paciente.

- Pessoas com diabetes têm maiores chances de ter ansiedade e depressão. Os pacientes podem ficar emocionalmente abalados com o problema, além de se sentirem ansiosos em relação ao controle da hipoglicemia, da aplicação de insulina ou com o ganho de peso, causando, muitas vezes, o esquecimento da higiene bucal.

- Exercícios físicos ajudam a manter os níveis de açúcar no sangue controlados, além de afastar os riscos de ter alguns quilinhos a mais. O ideal é privilegiar atividades físicas leves, pois quando o gasto calórico é maior do que a reposição de nutrientes após o treino pode, mais uma vez, haver a hipoglicemia. "Fazer as revisões regularmente com o seu dentista e controlar a diabetes são atitudes essenciais para ter uma boa saúde bucal", finaliza o dentista. Assim, você poderá levar uma vida mais saudável sem sofrer as consequências da doença.