A confiança é a base de bons relacionamentos, sejam eles de amizade, família, negócios, entre outros. Se falamos de saúde, então, a confiança é essencial. Você, certamente, jamais voltaria ao consultório de um dentista que não lhe transmitiu confiança na sua primeira consulta, não é? Mais do que conhecimento técnico, o profissional deve mostrar simpatia, respeito e paciência, sabendo que cada pessoa que chega em sua sala possui histórias, emoções e necessidades diferentes. Assim surge uma parceria que tem tudo pra dar certo e durar anos. Esse é o primeiro passo para qualquer tratamento médico bem-sucedido.

Seu dentista, seu amigo

O dentista Filipe Furquim é prova disso. Ao longo de sua carreira ele soube cativar as pessoas e construir essa parceria. É por isso que hoje ele possui pacientes que não o trocam por nada. "Tem pessoas que atendo há mais de 10 anos. Em muitos casos atendo a família toda, o que me deixa muito grato", comentou. Dizem que para avaliar o bom médico é preciso saber se o paciente voltou para uma segunda consulta. Se sim, isso é um bom sinal. Mas se a pessoa volta há anos, não precisa dizer mais nada, né?

Um dos incômodos mais comentados é o atendimento impessoal de alguns médicos. Sabe aquela consulta em menos de cinco minutos? Situação nada agradável! Por isso, um bom médico deve saber ouvir cada um que entra em sua sala. E claro, é preciso paciência pra explicar tudo com calma mesmo que ele já tenha falado aquilo dez vezes no mesmo dia para outras pessoas. "No meu atendimento priorizo sempre a necessidade de cada um, conversamos bastante para determinar o que deve ser feito e, geralmente, nesse processo surge uma amizade", comentou Furquim.

A importância da fidelidade

É muito bom ter aquele dentista que você pode contar pra qualquer hora. Filipe também tem o dele. Ou você acha que dentistas não consultam um dentista? "É claro que eu tenho meu dentista fiel, acho importante essa fidelidade porque o dentista acaba relacionando e prevenindo problemas por conta desse conhecimento prévio da sua saúde, seus familiares e hábitos, dessa maneira o tratamento fica mais completo e eficiente".

Você que é dentista, tem seus pacientes fieis? E você que é paciente, já encontrou aquele dentista em quem possa confiar a saúde do seu sorriso? Lembre-se sempre que para haver uma parceria, cada um deve cumprir seu papel com respeito e transparência. Assim, o sucesso no tratamento é garantido e, claro, também influencia na indicação do dentista por parte de seus pacientes e na reputação do profissional de saúde.