Perceber o dente amarelado é um dos maiores pesadelos para quem preza por sua saúde bucal. Isso porque, além de saudáveis e com suas funções em ordem, a estética também conta muitos pontos para atingir o sorriso perfeito. Notar esse amarelamento pode significar problemas relacionados à erosão dental, ainda mais quando associado também a sintomas como sensibilidade e transparência na ponta dos dentes frontais. Problemas de saúde e hábitos alimentares podem estar contribuindo para esse desgaste. Para tirar as dúvidas sobre essa relação, conversamos com a dentista Kalina Diniz.

Os dentes amarelos podem ser um sinal de erosão dentária?

A erosão dentária é a perda do tecido dental duro de forma progressiva e irreversível. Ela acontece devido ao contato com substâncias químicas ácidas, podendo estar associado a diversas causas, como o consumo de alimentos ácidos, transtornos alimentares, higienização inadequada e tabagismo. Além disso, indivíduos com doença crônica renal, Síndrome de Sjogren (doença autoimune que causa boca seca) ou os que realizam radioterapia podem apresentar esse quadro.

A dentista afirma que existe perigo no caso do paciente apresentar dentes amarelados por conta da diversidade de causas da origem do problema. Esta característica está diretamente relacionada à erosão dentária, devido o esmalte do dente ser corroído. Dessa maneira, a descoloração leva à exposição da dentina, que tem a cor amarelada.

Os perigos para o paciente e sua saúde bucal

Os dentes amarelados são uma característica mais comumente evidenciada em pacientes na fase adulta. Isto ocorre pois, com o passar dos anos, os dentes são expostos a diferentes temperaturas, estímulos mecânicos e substâncias químicas. “Porém, não quer dizer que não atinja a dentição jovem”, alerta a profissional.

Em alguns casos, o desgaste dental pode atingir chegar a níveis severos, podendo acontecer uma disfunção da articulação temporomandibular. Além disso, o amarelo dos dentes prejudica a estética do sorriso e afeta a autoestima do paciente. É importante comentar que esse quadro clínico deve ser resolvido com o auxílio de um cirurgião dentista por meio de tratamentos endodônticos.

Quais os tratamentos para os dentes amarelados?

O primeiro passo é realizar uma anamnese do caso clínico na consulta. Isto é, o paciente deve relatar ao dentista sobre o seu histórico, detalhando cada um dos sintomas sentidos. Assim, o profissional poderá fazer uma análise criteriosa para descobrir as causas. No caso de paciente com alguma necessidade médica, devem ser encaminhados ao especialista de saúde para realizar o tratamento adequado. Após essa etapa, o dentista irá planejar um programa de tratamento restaurador. Os objetivos a serem alcançados são: restabelecer a função, estética e equilíbrio oclusal e muscular. “Deve-se orientar ao paciente a ter hábitos saudáveis e evitar alimentos ácidos, que acarretam no desgaste dental”, comenta Kalina. Seguindo esses passos, o paciente terá uma melhora significativa de sua qualidade de vida.