O aparelho odontológico é a solução mais indicada pelos dentistas para tratar problemas de má oclusão. Geralmente, as peças metálicas não geram grandes problemas de uso para as crianças mais novas. Porém, com a chegada da puberdade e com as mudanças de hábitos, muitos jovens passam a questionar sua aparência após a colocação dos aparelhos, e assim, começam a procurar métodos discretos e confortáveis para a correção dental. Conversamos com a dentista Sílvia Reis que separou as principais possibilidades para quem procura alternativas ao fixo na colocação de aparelhos dentários.

Bráquetes estéticos

Uma das alternativas com melhor relação custo-benefício para os pacientes que procuram uma segunda opção para os aparelhos metálicos são os bráquetes “transparentes”. Com os avanços odontológicos, os bráquetes preservam a transparência original, tudo isso graças a ausência de porosidade que os impede de absorver corantes. Assim, os pacientes que optarem por esse tratamento podem ter uma dieta sem preocupações.

O material também favorece o deslize do fio pelo aparelho, fundamental para um bom funcionamento. Porém, ainda há algumas restrições relacionadas a esse tipo de procedimento, conforme ressalta Sílvia. “Os fios estéticos ainda não apresentam a mesma eficácia dos metálicos, mas podem ser utilizados em alguns casos ou em momentos específicos do tratamento. O melhor é decidir com seu dentista qual aparelho se enquadra melhor para o seu caso", comenta.

Aparelho lingual

Colocados na superfície de trás do dente, os aparelhos linguais são excelentes para os pacientes que demandam um tratamento com uma correção ortodôntica invisível. Apesar de terem o mesmo resultado do aparelho colocado na superfície frontal, é importante consultar seu dentista para saber se você pode se beneficiar com esse tratamento. “A montagem do aparelho é feita em laboratório especializado, para aumentar a precisão do posicionamento dos bráquetes, por isso, esse e qualquer procedimento odontológico devem ser realizados por profissionais especializados na área”, orienta.

Alinhadores estéticos

A mais nova opção é investir em uma nova tecnologia já disponível no Brasil. Ela funciona como uma série de alinhadores em sequência, transparentes e confeccionados com base na dentição do indivíduo, tudo projetado digitalmente. Por não ser fixado, o aparato pode ser retirado em determinadas ocasiões, como para se passar fio dental ou escovar os dentes, e são muito mais confortáveis que os aparelhos fixos. "Além de ser invisível e móvel, um software 3D permite diferentes simulações ao longo do tratamento’’, comenta a dentista.

Silvia destaca que mesmo o aparelho sendo móvel, é importante seu uso diário. “Se você vai a uma formatura ou a um jantar, nada te impede de deixá-lo em casa, porém usá-los todos os dias é essencial para o tratamento” indica. É importante ressaltar que a indicação de cada um desses dispositivos depende de uma avaliação diagnóstica bem feita por um profissional específico da área, e a partir da consulta ele irá indicar qual é o melhor tratamento para você.

Este artigo tem a contribuição do especialista:
Sílvia Reis - Ortodontista
Minas Gerais - MG
CRO-MG: 18894