A dentição de uma criança apresenta várias diferenças quando comparada a de um adulto. Os dentes dos pequenos são menores e estão em período de mudanças, trocando os de leite para os permanentes. Além disso, as crianças podem apresentar ondulações nas bordas dos dentes. Na maioria dos casos, essa característica some ao longo do tempo. No entanto, os denominados dentes de serrinha podem permanecer até a vida adulta. A dentista Fernanda Cole tira dúvidas sobre os procedimentos para corrigir essa desarmonia no sorriso.

O que são os dentes de serrinhas?

Os dentes de serrinhas são caracterizados por ondulações em seu formato. Normalmente, eles são observados durante a infância nos incisivos inferiores e superiores. “São conhecidos como Flor de Lis”, comenta a profissional. Essa característica é comum na anatomia do dente quando nasce, formado como três “mamelões” nas bordas. Por isso, deixa a impressão de terem uma “serrinha” nas pontas.

Os dentes de serrinha podem ser prejudiciais para a saúde?

Com o passar do tempo e o hábito da mastigação, essa característica dos dentes vai desaparecendo naturalmente. Além disso, o atrito pela escovação também contribui. Por conta desse desgaste da superfície, ocorrendo durante todo o tempo, é possível chegar a fase adulta sem ter mais essas marcas. Nos casos em que isso não acontece, a dentista afirma que não trará nenhum problema para a saúde bucal. Entretanto, a característica pode vir a incomodar a estética do sorriso devido ao defeito estrutural no esmalte dos dentes. Para estes casos, é importante expor a insatisfação com seu dentista e planejar uma forma de corrigi-los.

Como corrigir os dentes de serrinha?

Os pacientes que chegam à fase adulta com os dentes de serrinha podem desejar recorrer a algum procedimento ortodôntico para modificar essa característica. De forma natural, o ato da mastigação durante as refeições é a maneira mais indicada e contribuinte para fazer esse desgaste e deixar as pontas lisas. No consultório dentário a correção dessas bordas é feita através do uso de resina, material que possui a mesma cor dos dentes. Esse procedimento é o mesmo feito nas pequenas fraturas e consegue deixar um resultado natural. Essa técnica de correção, além de simples, contribui para a autoestima do paciente. Vale ressaltar, a importância de manter visitas periódicas ao consultório do dentista. Assim, será possível saber o melhor procedimento a ser feito.