Se por recomendação do seu dentista ou para caprichar mais na sua higiene bucal você comprou uma escova elétrica , talvez esteja se perguntando como deve manuseá-la. Não existe nenhum mistério! Muita gente pensa que será mais complicado comparado ao uso da escova manual. Mas saiba que, na verdade, é ainda mais fácil. Esse modelo possui diversos benefícios contribuindo para uma limpeza mais profunda, alcançando os cantos mais difíceis e proporcionando gengivas mais saudáveis. É tudo o que você precisa, né? Então conheça mais sobre a escovação com esse modelo de escovas.

Sinalização de força excessiva

Se com escova manual já não é recomendado fazer força na escovação, quem dirá com as escovas elétricas. Além de não significar uma limpeza mais eficaz, você pode acabar machucando as gengivas. Por isso, a escova elétrica possui um visor indicativo para informar se você está abusando da força.

Controle de tempo

Outro recurso bem bacana das escovas elétricas é o medidor de tempo. O ideal para uma escovação são 2 minutos, de acordo com profissionais. Por isso, essas escovas ficam responsáveis justamente por esse controle, indicando se você gastou tempo suficiente em cada canto da boca.

Refis

Assim como uma escova manual, a escova elétrica deve ser trocada a cada três ou quatro meses, dependendo da forma como as cerdas estiverem. Porém, você troca apenas o refil da escova. Com tantos recursos, parece até mágica, não é mesmo?

Passo-a-passo: Como usar as escovas elétricas

1. Para que o creme dental não saia voando pelo banheiro, ligue a escova apenas quando ela estiver em contato com os dentes.

2. Comece pelo lado externo, movimente a escova na horizontal, depois direcione às gengivas.

3. Passe, então, para o lado interno, também movimentando no sentido horizontal.

4. Escove a superfície dos dentes sem esquecer a parte de trás. Distribua os dois minutos da escovação, dedicando 30 segundos em cada quadrante da boca (superior esquerdo, superior direito, inferior esquerdo e inferior direito).

5. Escove a língua de forma bem leve.

6. Enxágue sua boca, fazendo gargarejos para eliminar todos os resíduos. Após isso, enxague também sua escova elétrica.

7. Ao finalizar e secá-la, coloque a escova de volta na base ou carregador. Se a carga ainda estiver cheia, desconecte para economia de energia elétrica.

Evite os problemas bucais

Agora que você viu que não há mistério no uso de escova elétrica, pratique sua boa escovação diariamente. Independente do modelo que você usa, o objetivo da escovação é impedir o acúmulo da placa bacteriana, responsável por causar uma série de doenças bucais, como a cárie e a gengivite.

Seja por meio da escova manual, à pilha ou a elétrica, a higienização bucal - completada pelo uso do fio dental e do enxaguante - é essencial para ficar bem longe dos problemas bucais. Ninguém quer sofrer os incômodos do mau hálito e muito menos correr o risco de perder os dentes, não é mesmo?