Ter dentes brancos é uma característica que ajuda (e muito) a completar um sorriso bonito. Há pessoas que fazem de tudo para deixá-los dessa cor. A técnica mais cômoda e indicada pelos dentistas é a do clareamento dental caseiro. Este procedimento, apesar de ser feito em casa, precisa de acompanhamento profissional. O método é simples, mas ainda tem quem faça da sua maneira sem mesmo consultar um especialista. O odontologista em estética Marcelo Giannini esclarece o que pode ou não ser feito nesse tratamento.

O que não incluir no seu clareamento

É muito comum que as pessoas esperem por resultados milagrosos de um tratamento estético ou dieta, né? Querem o resultado o mais rápido possível. E para isso são capazes de se submeter a qualquer indicação lida na internet, sem atentar para os riscos do procedimento e a falta de orientação profissional. Com a saúde dos dentes não é diferente. Muito se ouve falar que produtos caseiros como o limão, bicarbonato de sódio e a casca de laranja têm o poder de clarear os dentes. Mas será que realmente funciona?

Giannini é direto nessa explicação. "A principal característica do limão é a acidez que provoca erosão dental, dependendo da frequência do seu uso". O mesmo acontece com a casca da laranja que contém pigmentos e acidez. Já o bicarbonato é um sal com característica alcalina, mas que realiza apenas um polimento no esmalte, a parte externa do dente. Isso quer dizer que além de não possuírem efeito clareador, ainda podem gerar resultados reversos. Fique atento!

O clareamento dental caseiro

Marcelo garante que entre as técnicas atuais de clareamento dental caseiro, o uso do peróxido de carbamida 10% parece ser o mais efetivo e seguro. Mesmo assim, o profissional diz que existem relatos de problemas com o tecido gengival e a mucosa oral de alguns pacientes que tiveram contato com a substância nos tecidos bucais. "Além disso, casos de sensibilidade dental leve ou moderada têm sido reportada, mesmo utilizando produtos clareadores com baixa concentração de peróxido". Mas para que tudo dê certo é importante seguir, de maneira correta, todas as orientações impostas pelo seu dentista.

Faça um clareamento seguro

Já deu pra perceber que usar produtos caseiros, como o limão, só prejudica os dentes. Que tal recorrer ao método tradicional e visitar seu dentista para clarear o sorriso? "O paciente deve fazer uma consulta inicial para o diagnóstico do caso, indicação da técnica e planejamento". Marcelo conta que é importante iniciar o tratamento com baixa concentração de peróxido e depois aumentar concentração a partir da avaliação do paciente, após uma semana do início do clareamento.

Cuidados após clarear os dentes

Você finalmente conseguiu o sorriso branco e poderoso que tanto desejou. Alcançar essa cor com procedimentos seguros dá a certeza de um resultado satisfatório e duradouro. Mas depois é preciso tomar algumas cautelas quando for comer ou beber alguma coisa. De acordo com o dentista, estudos laboratoriais mostram que bebidas como o vinho, chá, café e suco de uva ingeridos com frequência ajudam na pigmentação do esmalte dentário. Mantenha o cuidado e aproveite seu sorriso branco por mais tempo.