Você decidiu realizar o clareamento dental e, para isso, apostou todas as fichas no melhor dentista da área após longa pesquisa. O profissional, entretanto, recomendou o método caseiro, aquele feito com moldeira e gel durante algumas semanas pelo próprio paciente. Mas será que isso é tudo para um procedimento seguro e com bons resultados? Conversamos com quem entende do assunto para mostrar por que o sucesso dessa técnica também depende de você.

Os bons resultados dependem de vários fatores

De acordo com a profissional Lilian França, o clareamento caseiro é um tratamento estético altamente conservador que possui uma técnica simples, de fácil aplicação e que não é prejudicial aos dentes e aos tecidos moles. Entretanto, apesar do caráter simplista, não significa que possa ser feito de qualquer maneira e sem os devidos cuidados. “O sucesso do tratamento depende muito da colaboração do paciente, que deve se atentar à maneira correta de aplicação do gel e seguir sempre as orientações do dentista”, diz Lilian. Hábitos nocivos com relação à dieta e ao fumo estão entre as principais orientações e precisam ser revistos.

A importância de um profissional capacitado 

Você já ouviu falar da área de dentística? É ela a responsável para esses casos. O profissional está habilitado para avaliar e indicar a maneira mais eficiente e segura para realizar o clareamento. Existem, também, alguns pontos a serem observados quando o assunto é clareamento. “Ele é indicado principalmente para dentes vitais, ou seja, que não passaram por um tratamento de canal. Também é importante destacar que o dente, idealmente, deve estar livre de restaurações extensas, pois o material restaurador não sofre alterações significativas de cor”, explica a profissional.

Nesses casos o paciente deve ser orientado sobre a necessidade de substituir restaurações estéticas extensas após o tratamento clareador. A moldeira de silicone personalizada, evitando áreas cortantes e desconforto aos tecidos moles, bem como a substância clareadora mais indicada para cada paciente também devem ser indicados por esse especialista

Os riscos do clareamento feito sem acompanhamento profissional

Quando falamos em clareamento caseiro, muitas pessoas associam àquelas técnicas pesquisadas na internet e que o paciente realiza por conta própria, não é?? Mas não se engane, sendo feito ou não no consultório do dentista, é importante que um profissional esteja acompanhando todas as etapas e forneça as ferramentas necessárias. Qualquer procedimento que não este, pode acarretar em prejuízos sérios. Confira alguns deles relatados por Lilian.

- Um produto inadequado para o seu caso aumenta o risco de efeitos indesejáveis como a sensibilidade;

- O paciente pode não obter o efeito desejado caso aplique o produto em um dente que não tem indicação para clareamento caseiro (ex: elementos tratados endodonticamente, elementos com restaurações estéticas extensas);

- É preciso cuidado com a aplicação do gel, pois quando usado de maneira indevida pode causar lesões em tecidos moles (gengiva).