Produto Relacionado:
Escova Dental Oral-B Indicator
Escova Dental Oral-B Indicator
Saiba mais

O que você tem levado em conta na hora de adquirir uma nova escova de dente? Muitos entendem a importância de usar essa ferramenta para manter um sorriso bonito e saudável, mas poucos sabem que é preciso escolher com muito cuidado, percebendo, até mesmo, seus mínimos detalhes, como as cerdas. Elas podem ser macias, médias ou duras e cada uma realiza um tipo de limpeza. Convidamos a dentista Patricia Pereira para explicar mais sobre o assunto.

A escova de dente na higiene bucal

Precisamos usar esse objeto diariamente. Fazer a higiene bucal, pelos menos, três vezes ao dia é essencial para todo paciente. Com a escovação, é possível se livrar de todas as doenças causadas pelo acúmulo de placa bacteriana, como a cárie e a gengivite. A dentista ressalta que o papel das escovas dentais é estritamente ligado à remoção mecânica do biofilme. "Melhor dizendo, na desorganização da placa bacteriana, impedindo a maturação microbiológica do mesmo, que levaria a elevação de uma doença".

Cerdas médias e duras x macias

Assim como os cremes dentais, as escovas possuem diversos modelos. Muitos com cabos, cabeças e cores diferentes. Mas você lembra de reparar nas cerdas antes de comprá-la? Patricia diz que existem três tipos com suas respectivas funções. As cerdas médias e duras, por exemplo, são comumente indicadas na higienização de próteses removíveis.

Já as escovas com cerdas macias, são destinadas para a maioria dos indivíduos. "Contudo, destacaria aqueles pacientes que executam a escovação com 'força' - prática que deve ser controlada, porém é muito difícil de ser mensurada". Em casos como este, a ferramenta com cerdas macias é essencial para evitar traumas na gengiva e para pacientes com retração gengival, abfrações (defeitos de contorno entre a coroa e a raiz do dente), bruxismo e pacientes com sensibilidade de forma geral.

A escova mais indicada

Para não ter erro na escolha, a odontologista dá a dica. “Escovas com a extremidade estreita, cerdas macias, para adaptar-se à anatomia, alcançando os dentes posteriores sem traumas na mucosa (gengiva)”. No mais, a ferramenta precisa atender características ligadas à facilidade na hora da higiene. Textura, tamanho e aparência do cabo também somam, principalmente, na odontopediatria. Agora que você já sabe a escova ideal para os seus dentes, que tal adquirir uma novinha para limpá-los?