A saúde bucal deve ser uma prioridade em qualquer etapa da vida. Desde pequeno, a criança deve ser orientada a fazer a higiene bucal completa, aprendendo a importância de todos os itens, incluindo creme dental, escova e fio dental. Com a ajuda do dentista, o paciente continua seguindo as orientações na fase adulta, de acordo com suas necessidades e faixa etária. Além da modificação nos cuidados, os problemas bucais comuns em cada fase também podem variar. Por isso, a dentista Stella Palhares destacou os quadros mais recorrentes nas diferentes idades. Siga as orientações e previna-se.

Cáries são os problemas mais comuns em crianças

O acompanhamento dos pais é essencial para o desenvolvimento das crianças. Desde os primeiros meses de vida, os pequenos recebem diversos cuidados dos responsáveis, além de todo o carinho. No entanto, simples descuidos podem propiciar o aparecimento de problemas bucais, e a cárie é a mais comum entre eles. “As cáries se formam devido à má higiene bucal da criança após a mamada. As bactérias grudam nos dentes e os açúcares acabam ocasionando a desmineralização”, explica a profissional. Além disso, outra possibilidade nessa fase são os traumas e cortes. Geralmente, cessam quando chega aos três anos, pois a criança já aprendeu a andar e não colocar mais objetos na boca.

A correria na adolescência também influencia a saúde bucal

Atualmente, é possível observar a agenda cheia dos adolescentes. Escola, atividades físicas, programas em família e saídas com os amigos podem acabar resultando em descuidos, como o mau hálito. “A rotina corrida e sem horário faz com que eles fiquem horas em jejum, consumam muita fritura, doces e refrigerante e bebam pouca água”, esclarece Stella. E ainda, outro quadro comum nessa idade é a gengivite, que aparece como consequência da falta de higiene correta durante o uso do aparelho ortodôntico. Isto porque a dificuldade em alcançar determinadas áreas do sorriso contribuem para o aumento da placa bacteriana, que acaba inflamando a gengiva.

Os adultos e idosos precisam aumentar a atenção

Assim como destaca a odontologista, a sensibilidade dentária é um problema bucal mais comum na fase adulta. E ainda, as mulheres precisam aumentar os cuidados especialmente em momentos de gestação e durante a menopausa. Já na terceira idade, a xerostomia acaba se tornando um quadro recorrente entre os pacientes. “A boca seca é causada principalmente pelo consumo de alguns remédios”, comenta a dentista.
Já a halitose, conhecido mau hálito, também pode acontecer devido alguns remédios nessa fase. Outra possibilidade é o câncer de boca, principalmente como consequência do fumo ao longo dos anos. “Porém, em qualquer idade estamos susceptíveis à doença cárie se não cuidarmos da higiene bucal”, completa ela.