Segundo dados da OMS, Organização Mundial de Saúde, o bruxismo atinge cerca de 30% da população mundial. O hábito involuntário de ranger e pressionar os dentes acontece em especial durante a noite, o que atrapalha, consequentemente, o período de sono. Por conta disso, diversos pacientes demoram a descobrir o problema e procurar um especialista. Entretanto, para auxiliar e melhorar o momento de descanso no seu dia, soluções de tratamentos através de dispositivos personalizados foram desenvolvidas. O especialista no assunto, Robson Caumo, trouxe explicações sobre esses itens.

O que pode ser feito para amenizar o bruxismo?

O bruxismo é um distúrbio que não tem cura. Por isso, são desenvolvidas maneiras de amenizar suas consequências para os pacientes portadores. Os efeitos causados por esse distúrbio são inúmeros. “Dentre os principais, observamos o desgaste dos dentes, alterações na ATM, dores musculares na região da cabeça e do rosto, cansaço ou fadiga muscular, entre outras não tão visíveis”, explica o profissional.

Ao perceber algum desses sintomas, é indicado como primeiro passo procurar um especialista de DTM. Com diagnóstico e avaliação das sequelas já presentes, o paciente será encaminhado para o melhor tratamento. Este pode ser feito com a instalação de uma placa de bruxismo ou até o uso da toxina botulínica.

O que são os dispositivos personalizados para dormir?

Já que a maioria dos casos de bruxismo acontece durante a noite, o sono desses pacientes é atrapalhado pelo distúrbio. Por isso, foram desenvolvidas os dispositivos personalizados para dormir. O dentista destaca que existem dois tipos de placas para esses casos. Conhecida como placa de bruxismo, ela é feita de acetato ou silicone e impede a destruição dos dentes, resultante do atrito excessivo entre as arcadas. “Já as placas para tratamento da DTM, são, geralmente, de resina acrílica, as quais possuem também a função de minimizar os efeitos do bruxismo”, completa ele. Esse tipo de dispositivo já possui diversas funções, como serem capazes de proteger os dentes do atrito e auxiliar no relaxamento muscular.

Entenda a importância de usar esses dispositivos

Os dispositivos, contudo, não curam o bruxismo, assim como qualquer outra alternativa de tratamento. “O tratamento do bruxismo é muito mais extenso e detalhado do que uma simples placa, deve-se buscar as causas que estão levando o paciente a desenvolver essa condição”, explica Robson. Cada modelo de dispositivo possui suas funções, mas, em geral, tentam impedir a destruição devido ao ranger dos dentes. Por isso, é de suma importância ter o acompanhamento de um profissional da área. Ele, então, irá planejar o melhor tratamento de acordo com cada caso analisado individualmente.