Produto Relacionado:

Você está sentindo muita sede e tem dificuldade para mastigar ou engolir alimentos? Isso pode significar que você está com a boca seca. Essa sensação, no entanto, pode ter mais de uma explicação. Em certos casos, hábitos mais comuns devido à idade avançada podem contribuir para que esse quadro ocorra. O dentista Mauricio Duarte da Conceição explica melhor o que isso significa, suas consequências na saúde bucal e como esse quadro é tratado.

Tenho sensação de boca seca. O que isso significa?

Segundo o dentista, o quadro conhecido como “Boca Seca” se caracteriza pela sensação provocada pelo ressecamento da mucosa bucal. “Quando o ressecamento é provocado por uma real falta de saliva, a boca seca é chamada de hipossalivação”, explica.

No entanto, tenha atenção! Nem sempre a sensação de que a boca está seca significa que há uma diminuição da produção de saliva. “Quando é somente uma sensação, sem a diminuição na produção salivar, ela é chamada de xerostomia”, esclarece. Isso pode acontecer nos casos em que a pessoa apresenta respiração bucal ou ronco, por exemplo. Portanto, se você sente isso, é importante que procure um profissional para fazer uma avaliação adequada.

A hipossalivação pode ser agravada com a idade avançada?

A Boca Seca pode ocorrer em qualquer idade. No entanto, Mauricio afirma que esse quadro é mais comum em adultos. “Especialmente naqueles que utilizam medicações que diminuem a produção salivar como efeito colateral”, reforça. Outro motivo recorrente para a hipossalivação em adultos é o estresse crônico excessivo.

Já na terceira idade, as causas costumam ser outras. “Em idosos, a principal causa da Boca Seca é a ingestão de medicamentos que diminuem a salivação como efeito colateral, ou seja, causam hipossalivação”, diz ele. Nessa etapa da vida, a sensação de boca seca também pode ocorrer devido ao ronco, que ocorre por causa da maior flacidez da musculatura. Nesse caso, trata-se de xerostomia.

Além das causas mais comuns, existem doenças que podem estar relacionadas com o surgimento da baixa produção de saliva. Entre elas estão a Síndrome de Sjögren e outras doenças autoimunes como o Lúpus e a Esclerodermia.

Saiba como ocorre o tratamento para a Boca Seca na terceira idade

O tratamento para esse problema vai depender se a função salivar do indivíduo foi ou não afetada. “Se as glândulas salivares ainda tiverem uma boa capacidade de produzir saliva, o tratamento será no sentido de estimular a produção salivar com estímulos mecânicos, farmacológicos, gustatórios e elétricos”, afirma. Por outro lado, se a produção salivar já estiver seriamente comprometida, o tratamento terá como foco limitar os danos e trazer conforto ao paciente. “Nesse sentido, deve-se usar substitutos salivares e saliva artificial”, esclarece. Já em casos intermediários, ambas as abordagens poderão ser associadas.

Quando esses casos ocorrem na melhor idade e a pessoa ainda tiver a capacidade motora e cognitiva preservada, poderá seguir a rotina de tratamento normalmente. No entanto, caso existam limitações, “a ajuda e monitoramento de um cuidador ou familiar será essencial”, finaliza.