A gente passa por diversas fases na vida e em cada uma delas temos desejos, sonhos, responsabilidades, cuidados e até saúde diferentes. Tudo se transforma e exige mudanças de comportamento, assim como a nossa saúde bucal. Desde pequenos até a terceira idade são muitas escovações para manter um sorriso saudável durante toda a vida. Em que fase você está hoje? Será que você conhece os cuidados adequados para os seus dentes? Confira nossa linha do tempo e fique afiado em todas as etapas da saúde do seu sorriso.

Saúde bucal do bebê (0 a 24 meses)

Sem dúvida, uma das fases mais importantes. Muito do que é feito aqui é primordial para a qualidade de vida ao longo dos anos. Mesmo ainda sem dentes nascidos, os pais já devem começar uma rotina de limpeza nas gengivas e língua do bebê com uma gaze umedecida, para evitar infecções. Quando os dentes de leite começarem a aparecer, os mordedores podem entrar em cena para massagear e aliviar a dor.

Saúde bucal da criança (2 a 9 anos)

A alimentação conta muito durante a infância. É aqui que a criança começará a escolher ou rejeitar certos alimentos e, claro, são sempre loucas por doces, por isso é muito comum aparecer a primeira cárie. É preciso incentivo dos pais para o hábito da higiene bucal evitar inúmeros problemas. Além disso, a criança está com energia sobrando. Pulam, correm, escalam móveis e o cuidado deve ser dobrado, pois, já que cair é inevitável, os pais devem ficar atentos a dentes quebrados ou cortes na boca.

Saúde bucal do adolescente (10 a 19 anos)

A adolescência é uma fase muito gostosa, mas pode ser bastante delicada. São momentos cheios de descobertas, transformações e dúvidas. A vaidade aparece e cuidar da saúde bucal tem tudo a ver com isso. Do que adianta andar na moda e ter bafinho? Nessa fase também surge o nascimento dos dentes sisos, por isso os pais devem continuar acompanhando de perto a rotina deles para controlar o excesso de refrigerantes, doces e refeições fora de hora. Para a escovação, cremes dentais branqueadores são ótimas opções, e claro, o uso de fio dental todos os dias.

Saúde bucal do adulto (20 a 59 anos)

A saúde bucal na fase adulta possui algumas características diferentes para homens e mulheres, embora existam os problemas comuns como o desagradável mau hálito ou cáries. Eles estão mais sujeitos a dentes sensíveis e bruxismo, já as mulheres tendem a desenvolver mais problemas nas gengivas, o que inspira cuidados ainda maiores durante a gravidez ou menopausa. Mas a regra vale pra todos: escovação completa com uso de fio dental e enxaguante, consulta com dentista a cada seis meses e cuidados com a alimentação e as atividades do dia a dia. Sabemos que é uma fase cheia de preocupações e compromissos para dar conta, mas não dá para abrir mão de um sorriso saudável e bonito.

Saúde bucal do idoso (acima de 60 anos)

A melhor idade pode sorrir sem medo! Graças a diversos avanços na odontologia, é possível salvar e restaurar dentes de idosos que, em outras épocas, seriam perdidos. As consultas devem ser mais frequentes. Ter uma conversa aberta com seu dentista é essencial, pois problemas em outras áreas do corpo podem afetar a saúde da boca e vice-versa. O mais comum em idosos é a Xerostomia, ou “boca seca”, que é a baixa ou nenhuma produção de saliva. Ela pode ser causada por diversos motivos, entre eles, o uso de medicamentos. Idosos com próteses dentárias devem ter uma super disciplina na limpeza bucal, além de cuidados no manuseio.