Quando pequenos movimentos importantes em nosso cotidiano começam a se tornar difíceis de executar, o melhor a se fazer é ligar o alerta vermelho, por que você pode estar com problemas de DTM. Mastigar alguns alimentos, bocejar e até mesmo falar, são as maiores queixas dos pacientes que são acometidos por esse problema. Além disso, um outro sintoma bastante comum são os constantes estalidos que esse paciente passa a sentir. Mas será que o estalo do osso da mandíbula pode sempre ser considerado uma DTM? Conversamos com o dentista Reynaldo Martins que explica qual a ligação do estalido com disfunções na mandíbula.

É normal a articulação do maxilar estalar?

Não podemos considerar que seja normal a articulação do maxilar estalar, contudo nem sempre quer dizer que é algo que exija tratamento. Em alguns casos, o estalido pode estar relacionado com o deslocamento do disco articular da ATM, ou até mesmo com uma abertura exagerada da boca. “Esses casos, em sua maioria, são considerados variações da normalidade, ou seja, algo que não é normal, mas também não é a doença, então, o mais indicado é que esse paciente consulte seu dentista para avaliar seu quadro”, recomenda o profissional.

A maioria dos casos de estalos, portanto, é por consequência de algum tipo de deslocamento de disco articular da Articulação Temporomandibular. Isso pode acontecer após um trauma, acidente ou como consequência de uma “frouxidão ligamentar”, quando os pacientes têm ligamentos mais flexíveis que o normal.

Articulação estalando é sempre sintoma de DTM?

Os casos de DTM são muito particulares e por possuírem diversas variações, o mais indicado é que se o paciente perceba o desconforto na região da mandíbula ele procure imediatamente seu dentista para identificarem o real problema e decidirem juntos qual a melhor forma de tratamento. “Na maioria das vezes sim, esses estalos são caso de DTM, porém existem situações que não precisam de um tratamento específico”, completa o Reynaldo.

Além disso, é importante que tenhamos alguns hábitos diários que podem prevenir o desenvolvimento de problemas de DTM. Alongamentos, massagens e alguns exercícios podem ajudar a aliviar o estresse nos músculos da face e diminuir o quadro de estalos na mandíbula.

O que fazer se a articulação do maxilar estalar?

O ideal é que o paciente procure um cirurgião-dentista especialista em DTM em casos de dores orofaciais para uma avaliação. Reynaldo explica que após uma primeira investigação sobre os hábitos diários desse paciente, o cirurgião conseguirá identificar o quadro e definir o tratamento mais indicado. "Em alguns casos não há demanda de tratamento, outros podem ser conduzidos de maneira simples, através de exercício terapêuticos ou limitação/treinamento para evitação de determinados movimentos bucais que provocam o estalido”, finaliza a dentista.