Mais comumente notado em sorrisos de jovens, o uso de aparelho fixo é de extrema eficácia para o alinhamento dos dentes. Assim como qualquer tratamento, o item necessita de alguns cuidados específicos. Entretanto, após a retirada desse dispositivo, o tratamento ortodôntico continua. O aparelho móvel e a contenção ortodôntica são exemplos que contribuem para que o sorriso seja mantido corretamente. Mas o que significa cada um? O cirurgião dentista Caio Martins esclarece a função deles.

Entenda mais sobre cada tipo de aparelho

Mesmo ambos sendo dispositivos removíveis para casos de tratamento ortodôntico, eles apresentam diferenças importantes. “O aparelho móvel serve para movimentar os dentes, ou seja, é um dispositivo ativo usado durante o tratamento ortodôntico” explica o dentista. A contenção ortodôntica é utilizada após o fim do tratamento e tem como finalidade conter os dentes, sendo caracterizado então como passivo. Ou seja, o ortodontista poderá utilizar desses recursos para o ajuste do sorriso, englobando o uso de ambos os aparelhos e cada um cumprindo com seu objetivo.

Aparelho móvel e contenção são normalmente confundidos

O uso do aparelho móvel e também da contenção ortodôntica fica sob responsabilidade do paciente. Por conseguir manipulá-los facilmente, colocar e tirar, é comum que as pessoas confundam os dois. Ambos são constituídos por resina acrílica, podendo ser colorido, e de fios metálicos. Como explicado anteriormente, o uso do aparelho removível consegue provocar movimentações e alinhamento dos dentes. “Enquanto a contenção não deve fazer isso, ela deve sim evitar que os dentes se movimentem”, esclarece o profissional.

Quais são os cuidados necessários com cada um deles?

O ortodontista ressalta sobre os estudos que apontam a real movimentação dos dente após os tratamentos ortodônticos. “Então é importantíssimo controlar esse movimento indesejado pós tratamento”, comenta. Tanto para o aparelho móvel quanto para a contenção ortodôntica, por serem feitos dos mesmos materiais, são necessários cuidados semelhantes. Nos momentos das refeições, o dispositivo deve ser retirado.

No entanto, mesmo que não se coma com eles na boca, há o risco de bactérias surgirem devido os restos de alimentos e saliva em contato direto. Por isso, a boa higienização das partes de resina acrílica e metálicas são extremamente necessárias. “Essa limpeza deve ser frequente, sempre com escova e creme dental”, orienta Caio. A higiene do item pode ser feita com a mesma escova e pasta do uso do dia a dia para os dentes. O paciente que segue corretamente as orientações conseguirá atingir um resultado positivo.