Você vai precisar usar aparelho ortodôntico para a correção dos seus dentes. Isso significa que seu novo parceiro bucal estará com você por um bom tempo. Daí você logo se preocupa com essa ideia porque já ouviu muita gente falar que os dentes podem ficar manchados quando o aparelho é retirado. Será que isso é verdade? A resposta é sim, infelizmente, isso pode acontecer. Mas não se desespere! Pensando nisso, convidamos o ortodontista Flávio Cotrim para esclarecer como esse problema ocorre e o que pode ser feito para revertê-lo.

Por que isso ocorre?

Sim, é verdade que os dentes podem ficar manchados depois da retirada do aparelho ortodôntico. Mas não significa que o aparelho dentário causou isso. O esmalte dental apresenta uma superfície lisa e brilhante, quando saudável. Entretanto, se a higiene oral do paciente não for adequada ao longo do tratamento ortodôntico, os dentes podem ficar manchados por conta da ação dos ácidos orgânicos produzidos pela placa bacteriana. "Esses agentes descalcificam o esmalte, isso é, atacam os cristais que compõe o esmalte, alterando a reflexão da luz e criando a imagem de manchas brancas".

Hábitos de higiene previnem o problema

A melhor prevenção para esse problema é escovar os dentes corretamente, com a inclusão de todas as ferramentas adequadas de higiene para quem está em tratamento. Associar isso ao baixo consumo de alimentos que contém açúcar é essencial, já que essas substâncias favorecem a formação de placa bacteriana. "O uso de cremes dentais ou enxaguantes com flúor auxiliam na reposição e remineralização dos cristais do esmalte", recomenda o profissional.

O clareamento dental é uma opção nesses casos?

"Somente o cirurgião dentista pode informar, caso a caso, se o processo de manchamento é reversível". A boa notícia é que as manchas de pequena dimensão e intensidade podem ser minimizadas com uma boa higiene bucal e com o uso de produtos com flúor. Já as de maior intensidade necessitam procedimentos clínicos, como micro-abrasões ou restaurações, segundo o ortodontista. "O clareamento pode mascarar, mas não soluciona o problema", finaliza Flávio.