O nascimento do bebê é um dos momentos mais esperados pelos casais. No entanto, o cuidado com o pequeno já acontece desde que ele começou a se desenvolver na barriga da mãe. Existem diversos exames que acompanham o estado de saúde da criança. Mesmo assim, com toda a assistência prévia, quando o pequeno nasce é que realmente verifica-se sua saúde integralmente, inclusive, a bucal. Mas, é verdade que o bebê pode já nascer com dente? O Sorrisologia conversou com o dentista Murilo Perrella que esclareceu as dúvidas sobre o assunto.

É possível que a criança nasça com dente?

Pode parecer estranho imaginar o bebê que, logo ao nascer, já apresenta alguns pequenos dentinhos na cavidade bucal Entretanto, episódios como esse podem acontecer sim, e são mais comuns do que você imagina. “Os dentes natais são aqueles que estão presentes ao nascimento e os neonatais são os que erupcionam no primeiro mês de vida do bebê”, explica o profissional. Dessa maneira, algumas crianças possuem esses dentes já em desenvolvimento aparente ao saírem da barriga da mãe. “O aparecimento poder estar relacionado à origem familiar, até um distúrbio do sistema endócrino”, completa Murilo.

Já nascer com o dente pode indicar algum problema?

Assim como todos os demais acontecimentos no início da vida do pequeno, é comum que surjam dúvidas quanto à sua saúde. Por isso, muitos pais ao notarem que o bebê já nasceu com dentes aparentes pensam que isso pode significar algum problema. Porém, assim como o dentista explica, essa condição do pequeno não está ligada necessariamente a alguma adversidade. "No entanto, é importante que o Odontopediatra faça o acompanhamento do caso”, ressalta ele. Nesses casos, é comum o especialista fazer uma avaliação de forma clínica e radiográfica. Assim, ele chegará à conclusão se é necessário fazer uma extração ou o dente pode permanecer na boca da criança.

Dentes em recém-nascidos exigem atenção e cuidados

Apesar da possibilidade do quadro não ser um problema para o bebê, é importante ter um acompanhamento de um profissional de sua saúde bucal. “Pelo fato de muitos desses dentes estarem precocemente na cavidade bucal, eles não estão com a sua raiz completa, consequentemente com uma alta mobilidade, correndo risco de uma broncoaspiração ou deglutição do dente”, alerta o especialista. Além disso, a presença precoce dos dentes na boca do pequeno podem resultar em outros problemas, como atrapalhar o início da amamentação. O peito da mãe pode acabar sendo machucando, assim como a própria boca da criança. Converse com um profissional para tirar todas as dúvidas e tomar medidas se necessário.