Existem assuntos que, por mais que sejam delicados, precisam ser abordados constantemente. Um deles é a anorexia. A doença é um dos transtornos alimentares que mais afetam os jovens no mundo todo. Isso acaba refletindo nos estados físico e psicológico do paciente, da mesma forma como acontece com a bulimia. Além do bem-estar ser altamente afetado, não é difícil imaginar que a saúde bucal também é colocada em risco. Para esclarecer bem o assunto, convidamos a psicóloga Gisele Sobrinho e a dentista Rhianna Barreto.

Entenda a diferença entre bulimia e anorexia

Os transtornos alimentares, em geral, apresentam sintomas e causas bem similares. Para identificar, é preciso diferenciar os comportamentos referentes a cada tipo. De acordo com a psicóloga Gisele sobrinho, a elaboração do diagnóstico se torna um pouco demorada, pois alguns sintomas que se manifestam na anorexia, também estão presentes em outros transtornos, como a bulimia. “Dessa forma, destaca-se que a principal diferença entre eles estão na fase inicial da doença: a conservação de peso na bulimia versus a perda excessiva de peso corporal na anorexia”, explica.

A bulimia é caracterizada por apresentar episódios recorrentes de compulsão alimentar. Ou seja, o paciente não tem o próprio controle da alimentação. Ele come demais e depois se arrepende. Já na anorexia, a pessoa evita ao máximo a ingestão de qualquer alimento. “Em ambas ocorre os vômitos auto-induzidos, mau uso de laxantes ou diuréticos, jejum ou exercício excessivo”, alerta.

A anorexia pode causar problemas para a saúde bucal?

A chamada anorexia nervosa é caracterizada por uma extrema aversão a qualquer tipo de alimento. Quem tem o problema, apresenta um enorme medo de ganhar peso e sua perda é devido a redução total de ingestão energética. Além da falta de comida, os métodos para emagrecer incluem também o vômito, que se for praticado em excesso pode causar sérios problemas bucais. O suco gástrico, por ser muito ácido, ao entrar em contato com os dentes acaba corroendo o esmalte dentário e sensibilizando as papilas gustativas, prejudicando bastante o ambiente. Segundo a dentista Rhianna Barreto, os principais sinais e sintomas dentários do transtorno são:

- Erosão dentária
- Hipersensibilidade dentária
- Cárie
- Xerostomia (diminuição do fluxo salivar)
- Hipertrofia das glândulas salivares
- Lesões na gengiva
- Trauma nos dentes
- Halitose

De que maneira a anorexia precisa ser tratada?

A anorexia é uma desordem psiquiátrica grave que afeta crianças, jovens e adultos. Portanto, deve ser tratada, principalmente, por um médico psiquiatra, e com uma equipe multidisciplinar para garantir a melhora do paciente. Gisele cita alguns profissionais que não podem faltar nesse tratamento:

Psicólogo: investiga o motivo do transtorno e é responsável pelas estratégias de tratamento
Nutricionista: promove uma reeducação alimentar apropriada
Gastroenterologista: fortalece  todo o aparelho digestivo
Dentista: cuida dos problemas orais, já que o transtorno afeta diretamente a saúde bucal

Como o dentista entra nesse tratamento?

O tratamento odontológico de pacientes com transtornos alimentares começa bem tarde. "Isto ocorre porque os pacientes notam a erosão dentária somente quando se encontram em estados mais avançados ou quando a hipersensibilidade se torna um desconforto para alimentação e escovação", esclarece. A perda da estrutura dental também costuma ser irreversível, mesmo após a cura do problema. Portanto, neste caso, o objetivo do tratamento odontológico é restabelecer um estado de saúde e estética bucais e participar da equipe multidisciplinar, motivando e educando com uma boa dieta e higiene bucal.

Gisele Sobrinho - psicóloga - CRP: 05/50911

Rhianna Barreto - dentista - CRO: 37448